Loira do bem ∞ : 02/04/11

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Pitaco de Loira: Livrai-nos dos Caranquejos Humanos - amém

A pesca ou caça aos caranguejos é difícil de ser praticada. Todavia, apesar da ágil e suficiente inteligência desses crustáceos para escaparem de todo tipo de armadilha, eles são pegos aos milhares. E isso só acontece dado a um curioso traço humano que possuem.A armadilha feita para capturá-los é um tipo de gaiola de metal com uma abertura na parte superior onde se coloca um pedaço de carne como isca. Posta a armadilha, vários caranguejos entram dentro da gaiola e fazem a festa. Aquele pedaço de carne se torna um banquete apetitoso para inúmeros caranguejos. E assim eles vão beliscando e comendo até que a isca se acabe.
Terminada a refeição, os caranguejos, sei lá por qual razão, não se retiram da gaiola. Eles que poderiam facilmente subir pela lateral da armadilha, não o fazem.
Se um dos caranguejos dá-se conta da inutilidade de sua presença na armadilha e queira sair pela abertura, é sumariamente impedido por alguns outros caranguejos – não todos! Se continuar a persistir em querer sair, esses outros lhe arrancam as garras para que não mais se mova e o deixam isolado até que morra! Mesquinha e estranha atitude, não!?
Mas não tão estranha! A maior diferença destes caranguejos engaiolados e nós humanos é que eles vivem na água e nós na terra!
Muitos humanos agem da mesma forma. São exatamente os que, talvez por falta de persistência em suas buscas ou por simples falta de talento não conseguiram atingir os seus objetivos e por via de regra, não só deixam de encorajar os companheiros como ainda se sentem os sabichões e únicos donos da gaiola.
É fácil despejar água fria no seu entusiasmo; é fácil desencorajar os outros. O mundo está cheio de desencorajadores. Temos o dever de encorajar-nos uns aos outros. Muitas vezes uma palavra de reconhecimento, ou de agradecimento, ou de apreço, ou de ânimo tem mantido um homem em pé”.
No entanto, os frustrados não pensam assim.Sendo assim, qualquer pessoa que passe a se destacar, que tenha um sonho, um objetivo, ou meta que o incentive a sair do lugar comum, deverá tomar muito cuidado com os frustrados caranguejos humanos que o rodeiam. Assim como os caranguejos, eles agem até muito pior, eles não utilizam a força física como os caranguejos. Na maioria das vezes, passam usar a dúvida, o ridículo, o sarcasmo, o cinismo, a ironia, o deboche, o boicote, a humilhação, a mentira, e outras dezenas de falsos artifícios contra os possíveis novos sonhadores.
Vá em frente e lute pelos seus sonhos. Foi exatamente isso que fez Gideão, conseguiu livrar-se dos “caranguejos” que o mantinha no fundo das covas e cavernas.
Trechos do livro “Insight”, Daniel C. Luz -e Willian Barclay - um dos maiores comentaristas bíblicos dos EEUU-
Um final de semana abençoado !!! Eu e a mãe terrena somos Um !!!