Loira do bem ∞ : coletividade
Mostrando postagens com marcador coletividade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador coletividade. Mostrar todas as postagens

sábado, 15 de abril de 2017

REDE DE RELACIONAMENTOS

No filme Coração de Cavaleiro, o Rei Edward ao desfazer uma injustiça e sagrar o jovem Willian, até então ‘farsante’,  com o título “ Sir “ no  torneio,  disse:  “Seus amigos lhe amam, se eu não soubesse mais nada sobre você, isso já me bastaria”. Ou seja, é  incalculável o valor da amizade, de laços leais e sinceros.
Um passaporte que abre portas para os que valorizam caráter e ações coerentes. Aqueles que têm essa sorte devem cultivar os seus amigos como verdadeiros tesouros e se eles estiverem ao redor, a felicidade é dobrada e as dores são menores. E para ter esse privilégio que são para poucos, porque nem todos, estão dispostos a aceitar o outro, com sua cultura e juízo de valores diferentes, sem gerar preconceitos e atritos e  manter uma rede de relacionamentos saudáveis e desenvolver  sentimentos assertivos,  além de exercitar a via de mão dupla,  e muito respeito.
Vamos imaginar quantas pessoas desde a nossa infância até os dias atuais passaram pela nossa vida, vizinhança, escola, trabalho, academia, faculdade, igreja ou lazer. Quantas delas nunca  mais ouvimos falar, e talvez nem vê-las mais. Então,  não seria interessante,  rever ou reatar alguns desses laços que no passado, talvez nem todos, mas certamente vários contribuíram para nossa formação
Uma rede de relacionamentos enriquece nossa vida em todos os sentidos, é um caminho-chave para alçar voos ou permanecer firme no chão.  Muitas vezes, por medo  de  ferir ou decepcionar, nos fechamos  em um casulo e criamos muros intransponíveis. Mas não fomos feitos para viver isolados, precisamos um dos outros, em afeto, reconhecimento e oportunidades.  Certo, para algumas pessoas não seremos “bons” o suficiente por mais que desejamos e  da mesma forma que outras não serão para nós também, por mais que dizem.  As relações interpessoais exigem flexibilidade, focar mais nos pontos fortes de cada um, e menos nos defeitos, aprender a ouvir mais e se colocar no lugar do outro. A psicologia nos diz que quando criticamos as pessoas, aliviamos as nossas frustrações.
Sim, também há relacionamentos que fazem muito mal, são peçonhentos e abusivos. Por isso, colocar numa balança e avaliar as ações e atitudes, assim como no “Coração de Cavaleiro” - “Você foi medido, pesado, avaliado e considerado insuficiente”. E, então mesmo dolorido, seguir em frente, as  perdas e frustrações nos ajudam a crescer, como diz o roqueiro Humberto Gessinger  “Perdoa o que puder ser perdoado e esquece o que não tiver perdão”.  

Em algum lugar, cedo ou tarde, vamos cruzar com pessoas que esperam uma oportunidade de estar no time dos que soma, multiplica e partilha, sejam interesses, afinidades, ideias, até mesmo as diferenças, porque estarão unidas não por protocolos ou classes, mas por coração, e não é pieguice.  O que vale é o aprendizado, sem se apegar a pequenas coisas, nem nas opiniões, nem nos detalhes.  Às vezes, o que falamos dos outros é o que enxergamos em nós, sem se dar conta.  Viver é correr riscos, estar alerta e em movimento constante no aprendizado e escolhas, porém, mais triste será continuar em círculos, sem nunca dar nenhum passo para evoluir e continuar a ser a mesma pessoa, enquanto a vida passa, sem piedade ou compaixão. 

FT: acervo pixabay - free imagens. 

domingo, 15 de novembro de 2015

"NÃO SEJA UM INSATISFEITO".

Meio século de vida me ensinou a aceitar um defeito do ser humano como algo incurável: sua insatisfação.

Dei a volta ao mundo inúmeras vezes e conheci muita, mas muita gente mesmo. Travei contato íntimo com uma infinidade de fraternidades iniciáticas, entidades culturais, associações profissionais, academias desportivas, universidades, escolas, empresas, federações...Em todas, sem exceção, havia descontentamento.

Em todos os agrupamentos humanos há uma força de coesão chamado egrégora ( do grego egrêgorein, «velar, vigiar»), é como se denomina a força espiritual criada a partir da soma de energias coletivas (mentais, emocionais) fruto da congregação de duas ou mais pessoas). Pela lei de ação e reação, toda força tende a gerar uma força oponente. Por isso, nesses mesmos agrupamentos surgem constantemente pequenos desencontros que passam a ganhar contornos dramáticos pela refração de uma ótica egocêntrica que só leva em conta a satisfação das expectativas de um indivíduo isolado que analisa os fatos de acordo com suas próprias conveniências.

Noutras palavras, se os fatos pudessem ser analisados sem a interferência (danoso) dos egos, constatar-se-ia que nada há de errado com esses fatos, a não ser uma instabilidade emocional.

Observe que raríssimas são as pessoas que estão satisfeitas com seus mundos. Em geral, todos têm reclamações do seu trabalho, dos seus subalternos e dos seus superiores; da sua remuneração e do reconhecimento pelo seu trabalho; reclamações dos seus pais, dos seus filhos, dos seus cônjuges, do seu condomínio, do governo do seu País, do seu Estado, da sua cidade, da polícia, da Justiça, do departamento de trânsito, dos impostos, dos vizinhos mal educados, dos motoristas inábeis, dos pedestres indisciplinados...Quanta coisa para reclamar, não é?

Se for por esse caminho, concluiremos que o mundo não é um lugar bom para se viver e seguiremos amargurados e amargurando os outros. Ou nos suicidaremos!

Já na antiguidade, os hindus observavam esse fenômeno da insatisfação humana e uma solução:

"Se o chão tem espinhos, não queira cobrir o solo com couro. Cubra os seus pés com calçados e caminhe sobre os espinhos sem se incomodar com eles".

Ou seja, a solução não é reclamar das pessoas e das circunstâncias para tentar mudá-las e sim educar-se a si mesmo para adaptar-se. A atitude correta é parar de querer infantilmente que as coisas se modifiquem para satisfazer ao seu ego, mas sim modificar-se a si mesmo para ajustar-se à realidade. Isso é Maturidade.

Extraído do livro Boas Maneiras no Yôga, do Mestre De Rose.

domingo, 8 de novembro de 2015

ALMIR SATER FAZ SHOW BENEFICENTE EM FLORIPA

Por um mundo melhor e uma sociedade mais produtiva, na corrente do Bem.
É preciso pra poder pulsar!.
Crédito da foto: Raphael Umar Fotografias ( referente evento beneficente em Campo Grande/MS. 06/11/2015

Compositor, cantor e instrumentista, Almir Sater faz show beneficente em Florianópolis/SC em prol de seis entidades assistenciais do estado. As beneficiadas, serão Assistência Social São Luiz, Educandário Santa Catarina, Instituto Guga Kuerten - Campanha Abrace uma criança, Instituto Kairós, Hospital Nsa. Sra. da Salete, Monte Carlo, Hospital Nossa Sra. dos Prazeres, Lages.

O artista abriu mão do seu cachê e solidarizou com mais uma causa social, promovida pela Primeira dama do Estado, de Santa Catarina, Sra Maria Angélica Colombo.  Sexta-feira passada (06), Sater prontamente atendeu o convite para show em Campo Grande, sua terra natal, em benefício das obras da Sociedade Assistencial MEIMEI, e contou com o apoio da sociedade campo-grandense.

O evento será na próxima segunda-feira (16), dois dias depois do aniversário do Artista. Os convites já estão à venda na bilheteria do Teatro Ademir Rosa, onde o show será realizado.
Conta com o apoio cultural Koerich  

Trata-se de ação que envolve toda a sociedade, para alcançar o êxito nos resultados finais, em reverter o maior valor possível para as obras assistenciais, das quais o evento é direcionado.


 
































Serviço:

Data:16/11/15 - segunda-feira
Cidade: Florianópolis/SC

Horas: 20h
show beneficente em prol de seis entidades assistenciais do estado.
Local:Teatro Ademir Rosa
Endereço: Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 -Centro Integrado de Cultura (CIC)
Ponto de Vendas: Somente Bilheteria dos Teatros: (TAC
www.tar.sc.gov.br e Ademir Rosa (CIC).
Valores: Inteira — R$ 350 e R$ 200 e Meia Entrada — R$ 175 e R$ 100 ( Estudantes, Idosos acima de 60 anos, professores da rede pública e pessoas com deficiências).

Mais Informações: Bilheteria do Teatro (48) 3664-2628
Ou pelos telefones: (48) 3335-0093 | 3664-1630 | 9628-0717 | 9967-7165

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

ROCK NA CORRENTE DO BEM EM PROL DO SÍTIO AGAR

“Todo o homem é culpado pelo bem que não fez” – Voltaire.

O Rock sempre fez a diferença no social. Então, não é nenhuma surpresa eventos com Bandas de Rock agindo em benefício de entidades ou ONGs. Dia 31 de Outubro, a bruxa está mais solta, para fazer o BEM naturalmente. Mexendo seus pauzinhos e vassouras, em mais um super evento. Desta vez será em favor das crianças e adolescentes portadores do Vírus HIV, para a manutenção do local. No palco, as Bandas de Rock Suburbia e Move Over e o DJ Testa vão animar o espetáculo,  início das 14h até às 22h.  A produção fica a cargo de Pedro Silgar.
Muito mais novidades vêm por aí.
Sobre o Sítio Agar

Com mais de 20 anos de Atividade no Brasil, sítio Agar foi criado graças a uma iniciativa dos Monfortinos, ordem religiosa fundada na França em 1716, da qual frei Antônio faz parte, e de instituições filantrópicas da Holanda, responsáveis pelo investimento na construção, e compra dos primeiros equipamentos para o funcionamento da instituição. Para manter-se, porém, o Sítio precisa da contribuição mensal dos seus associados e da ajuda do Governo e de empresas. Através de várias atividades, o Sítio Agar gera empregos, receita e contribui para a formação profissional dos jovens da instituição e da comunidade da região de Cajamar, como a oficina de costura, informática e padaria. Também gera renda através de um Bazar beneficente na venda de roupas, eletrodomésticos e móveis que foram doados para a instituição. Com custo acessível, onde a renda é revertida para a manutenção da entidade, como principal fonte geradora.

O Bazar  funciona as segundas, terças, quintas e sextas-feiras, das 13h às 16h, e aos sábados, das 8h 30 às 12h. Para realizar doação, basta ligar para (11) 4448-1243.

Sobre a Banda Suburbia:

Suburbia e´uma banda de Rock Nacional que surgiu na Serra da Cantareira em 2010. Seu som se espalhou e a banda desceu a serra para tocar em bares e festas de faculdades de São Paulo. No último semestre de 2014, o Suburbia terminou seu primeiro trabalho autoral, envolvendo DEZ clipes em seu estúdio!
Com excelente feedback em seus canais digitais, a banda adquiriu uma agenda de shows acirrada! Além do talento, Suburbia é composto pelos integrantes Rafa Cameron (vocal), os dois filhos de Almir Sater (dispensa apresentação) Ian Sater (guitarra), Bento Sater (baixo) e Pedro de Souza (bateria), filho de Márcio de Souza, responsável por toda a parte sonora da Turma da Mônica e irmão de Maurício de Sousa e Fabio Azem(guitarra).  Ou seja, a música corre no sangue da banda! Suburbia tem experiência nos melhores palcos de bares de São Paulo. Com agenda cada vez mais lotada e vários shows por mês, Suburbia toca em vários bares famosos, faculdades e festivais no interior de São Paulo. Esse ano ficou entre as 50 bandas mais votadas do Brasil para abrirem o festival Lollapalooza 2015.

Sobre MOVE OVER
Fundada em 2003,  Move Over  considerada uma das principais bandas em atividade. É composta pelos integrantes: Adriane Santana (Voz) /  Leandrinho (Bateria) /Fernanda Horvath (Baixo) / Alex Zambrana (Guitarra). Participa dos eventos mais tradicionais e relevantes do Estado, entre eles Virada Cultural, Festivais de Rock.  Abertura de shows de Creedence Clearwater Revival, IRA, Rita Lee, o show no GOLFEST (Festival da Volkswagen) junto com Titãs e Arnaldo Antunes para 12.000 pessoas no Sambódromo Anhembi – SP, e pelo 1º lugar no XII Aurora Fest Rock, festival da conceituada casa Café Aura, São Paulo, em 2011. Em 2014, a banda participou do reality “SUPERSTAR” da Rede Globo, com recorde de votação, 94% de aprovação do público e recebeu diversos elogios dos jurados já consagrados no meio musical, permanecendo até a semifinal do programa. Atualmente, estão na estrada e com novo CD “Elemento Surpresa”, divulgado em todo o país. 

Serviço:
Halloween do Sítio Agar
Quando: 31/10/15 - Sábado
Onde: PEC – Parque Ecológico de Caieiras – ANTIGO MAC
Rodovia Tancredo Neves, Km 35 – Caieiras/SP.
Informações: (11) 3218-1065
Convites: R$ Somente em Dinheiro.
Adultos: R$ 10,00
Adolescentes de 12 a 18 anos: R$ 5,00
Até 11 anos: Gratuito.
Assessoria de Imprensa:
Luana Dantas
Human Resources
Phone: (5511) 3123-2090
Nextel: (5511) 7857-5442
ID: 55*16673*73



Participe desta Travessura, convide seus amigos e familiares, leve sua fantasia, venha se divertir com alegria, gastronomia, ao som do sempre bom “Rock and Roll”, e em benefício da Corrente do Bem.


sexta-feira, 5 de junho de 2015

MEIO AMBIENTE: QUEM QUER RESPIRAR, TEM QUE PRESERVAR

"A ecologia começa com a educação em casa". “As pessoas têm que cuidar melhor da natureza, para que as futuras gerações possam viver bem”. — Almir Sater. 
" Quando todos são Um e Um é o todo" Led Zeppelin. 
Afortunados ou não, estamos todos interligados. Assim é "Se queremos Respirar, temos que preservar". A partir de uma consciência coletiva, cada um de nós, podemos contribuir a começar pela mudança de nossos hábitos diários e pequenas atitudes, que fazem a diferença, entre elas:
1. Tome banhos mais curtos. um banho de ducha por 15 minutos com o registro meio aberto gasta 135 litros (casa) ou 243 litros (apartamento), ou, no caso do chuveiro elétrico, 45 litros em casa e 144 litros em apartamento. Quem fecha o registro enquanto se ensaboa e diminui o tempo de banho para 5 minutos consome 45 litros (casa) e 81 litros (apartamento) ou 15 litros (casa) e 48 litros (apartamento), para chuveiros elétricos. 
  • Feche a torneira enquanto escova os dentes.
  • Instale torneiras que liberem menos água.
  • Ligue a lavadora de louças apenas quando estiver cheia.
  • Junte a roupa suja e lave várias peças por vez.
  • Se for lavar o carro, faça isso no gramado e use baldes e esponjas. Use a mangueira apenas para enxaguar.
  • Se tiver uma piscina, cubra para diminuir a evaporação e manter a água limpa.
2. Substitua o carro pela bicicleta ou pela caminhada em pequenos deslocamentos;
3. Feche a torneira ao escovar os dentes e ao lavar a louça;
4.Use uma bacia grande para lavar a louça e depois enxague de uma vez.
5. Evite produtos com excesso de embalagens, opte pelas recicláveis;
6. Prefira produtos com refil e utilize sacolas retornáveis( pano, algodão).
7. Separe o lixo seco do orgânico e, se possível, recicle;
8. Economize papel, só imprima quando necessário e, se possível, utilize o verso das folhas;
9. Use copos ou canecas ao invés de copinhos plásticos;
10. Evite acender lâmpadas durante o dia e não deixe nenhuma luz acesa quando não estiver ninguém no local;
11. Lixo é no lixo: não jogue bitucas de cigarros, garrafas vazias, embalagens, papel na rua. Coloque no lixo ou carregue na bolsa até achar um.
*Uma simples sacola plástica pode demorar até 100 anos (no mínimo) para se desintegrar, e durante esse período ela contaminará o solo e os lençóis freáticos, já que contém metais pesados em sua composição; além disso, poderá causar a morte de animais por asfixia ? esse é o caso, por exemplo, das tartarugas, as quais confundem sacolas jogadas ao mar com medusas, sua presa natural. Mas os malefícios não param por aí. *conscienciacoletiva
12 -Óleos de Cozinha: não podem ter como destino pias, bueiros, ralos ou guias da calçada porque impactam negativamente o encanamento da sua casa e também poluem a água, além de contribuírem para morte de seres vivos. Após utilizar o óleo de fritura velho (de preferência em pouca quantidade), você pode armazená-lo em uma garrafa PET. Utilize um funil para facilitar a entrada do óleo na garrafa. Conforme for utilizando o óleo, vá armazenando desse modo e lembre-se de sempre fechar bem as garrafas para evitar vazamentos, mantendo também fora do alcance de crianças e animais de estimação que podem ser atraídos pelo cheiro do óleo ou pela simples curiosidade. Após preencher algumas garrafas PETs, procure empresas e ONGs especializadas neste tipo de coleta seletiva, assim como postos de entrega voluntária para descartar o seu óleo de forma correta. saiba como descartar postos/reciclagem
 
Imagem: reprodução.  Fontes: Internet
Concluindo: Alguns especialistas defendem não lavagem das embalagens, devido ao consumo de água. Depende do ponto de vista, eu lavo todas as embalagens. Uso o mesmo método da bacia e detergente. ensabôo dentro e depois enxaguo de uma vez e coloco no sol para secar. Talvez economizamos água, até, mas podemos disseminar bactérias no Ar, mais rapidamente. Sem contar com acredito um desrespeito, aos que coletam os resíduos e ONGS. Vamos facilitar o serviço e também conservar a saúde deles. Já que nem sempre, essas pessoas, possuem equipamento adequado para coleta ou manuseio do lixo. Em conversa com eles, durante uma palestra anos atrás, já me disseram que se cortam com agulhas, cacos de vidros, e sobre a falta de cuidado da maioria, em misturar o lixo ( papel higiênico usado por exemplo), com lixo reciclado.
Enfim, lembramos que:
"Nós não herdamos a Terra de nossos pais, mas a pegamos de empréstimo de nossos filhos." (atribuída a Henry Brown).๑㋡๑ Divulgue o consumo consciente. Pesquise e compre, o que não vai causar impacto, ao meio ambiente, consuma só o necessário.