Loira do bem ∞ : 10/29/16

sábado, outubro 29, 2016

DIA NACIONAL DO LIVRO - SAIBA O MOTIVO

DIA NACIONAL DO LIVRO

No dia 29 comemoramos o “Dia Nacional do Livro”, em virtude da transferência em 1810, da Real Biblioteca portuguesa para o Rio de Janeiro, originou-se a Biblioteca Nacional. O Brasil passou a editar livros a partir de 1808 quando D. João VI fundou a Imprensa Régia e o primeiro livro editado foi "Marília de Dirceu", de Tomás Antônio Gonzaga.


















Neste dia é uma ótima data, para celebrar, estimular, pesquisar e ler livros que tanto agregam à imaginação, ao senso crítico e a expansão de ideias, sentimentos e conhecimento.  Hoje não há mais desculpa para fugir da literatura, do saber, a internet facilita o acesso, sites como Ler Online, www.dominiopublico.gov.br, ou comprar via Internet e baixar via PDF, Word ou Epub entre outros.  Além das bibliotecas públicas, que cobram uma taxa irrisória e qualquer pessoa tem direito ao acesso.

Duas coisas que dão sentido à vida, ao cotidiano, ao sonho e esperança: Música e Livros. Adquira  ambos,  eles sempre elevam a consciência e discernimento. Muito além de ler, interpretar, se fazer entender e compreender sob a ótica do autor, para depois formular a nossa opinião e percepção. Eu tenho por hábito ler autores que se divergem no mesmo ponto de vista, para no final, confrontar e formar um consenso ou contraponto. Eu nunca vou por ali apenas. 


Há artistas com esse "feeling" em estimular e promover a leitura, incentivar as pessoas a buscar informações e conhecimento. Entre eles, Almir Sater um dos que sempre é requisitado para shows em Feiras literárias e eventos ou festivais de literaturas. Sater quando esteve em uma delas, declarou: "Um público que vêm a uma Feira de Livros é um público especial. Uma cidade que prestigia o Livro é uma Cidade especial". 

Recentemente o tenor  Andrea Bocelli se expressou sobre:  "Não abusem da música porque senão ela perde o grande poder terapêutico que ela pode ter sobre nós. Voltem a pegar os livros em suas mãos. Serão os seus companheiros de viagem, importantes para entender e julgar e analisar a realidade uma maneira mais crítica". Ou seja, uma complementa a outra, mas são distintas, porém é certo afirmar que Música  e Literatura é receita certa para alimento da alma, da mente e corpo.


Alguns escritores brasileiros entre tantos, que vale a pena conhecê-los, sobre as suas divagações, poemas, crônicas, contos e obras: Machado de Assis, José de Alencar, Guimarães Rosa, Cora Coralina, Lia Luft, Mario Quintana, Carlos Drummond de Andrade, Rachel de Queiróz, Paulo Freire, Gilberto Freyre, Cecília Meirelles, Castro Alves, Tomás Antônio Gonzaga, Monteiro Lobato, Manuel Bandeira e recentemente descobri Carolina Maria de Jesus, “O quarto do despejo”.

 Crédito Arte: Eduardo Schloesser.
Marília e Dirceu (Publicado em "O Amor Infeliz de Marília e Dirceu")
Lira V
Marília, tu chamas?
Espera, que eu vou.
Aqui um regato
Corria sereno
Por margens cobertas
De flores, e feno:
À esquerda se erguia
Um bosque fechado,
E o tempo apressado,
Que nada respeita,
Já tudo mudou.
São estes os sítios?
São estes; mas eu

O mesmo não sou.
 

Para conhecer a história de amor entre eles, clique no link MARÍLIA E DIRCEU