segunda-feira, outubro 18, 2010

Entrevista: Almir Sater responde aos fãs da Comunidade do Orkut

FOTO DIGITAL VALERIA GONCALVEZ/AE
reproduzida site:www.valeriagoncalvez.com.br
Almir Sater concedeu uma entrevista via áudio durante breve passagem em sua casa, na Serra da Cantareira, entre um show e outro, com exclusividade para os membros da nossa Comunidade no Orkut e responde de forma descontraída, curiosidades sobre sua carreira, temas como novelas, gravação de CD ou DVD, sobre seus parceiros musicais, fãs, internet, pirataria e projetos.Apesar da tão concorrida agenda e inúmeros compromissos, quando ausente do show business, voltados para seus negócios como pequeno produtor rural, Almir Sater nos confirmou, mais uma vez, o porquê é considerado um dos artistas mais respeitados e prestigiados do planeta azul. A sua simplicidade, respeito e empatia que demonstra ter para com as pessoas no geral são impressionante!

ENTREVISTA: VIOLEIRO ALMIR SATER
Fizemos uma enquete aos membros da Comunidade, Se você pudesse fazer uma pergunta ao Almir Sater, sobre sua profissão, carreira, música e cultura, o que você perguntaria? e sem mencionar que era o próprio Almir que iria responder e eis o retorno para surpresa nossa e deles também:
1-Ana Carolina -São Bento do Sul-SC – Curitiba-Pr....Eu vou começar fazendo a minha, claro!-A exemplo do que já tive a oportunidade de perguntar a seu filho, Gabriel Sater, sabemos que a maioria dos instrumentistas e cantores têm técnicas, hábitos e até mesmo superstições para permanecerem concentrados e em perfeita sintonia consigo mesmos no momento de iniciar uma apresentação. O que o senhor faz antes dos shows para entrar em paz e tranquilo no palco, Sr.Sater? :)
AS — Eu acho que a paz a gente já, já traz com a gente, a gente carrega a paz, eu acho que é igual quando a gente vai jogar uma partida de futebol, uma partida de pingue pongue, uma coisa que requer um pouco de arte, de talento e de espontaneidade. Quando se leva muito a sério, às vezes a perna da gente trava, a mão não consegue nem segurar a raquete de pingue pongue, e na música é um pouco parecido, eu acho que tem que entrar feliz e não levar muito a sério, relaxar e toque olhos fechados, o importante é sempre estudar, estar concentrado, saber a lição de casa e ser feliz.

2- Mohamad -Uberlândia-MG. almir, o que voce acha dos jovens que sao admiradores da suas musicas e que começam a tocar viola tendo voce como principal referencia?? quais conselhos voce daria a eles ? (pergunta de um jovem fa, que é um admirador de suas musicas, principalmente as instrumentais, e que começou a tocar viola tendo voce como idolo).
AS— Eu fico feliz de ver um geração de jovens violeiros tocando bem, me sinto orgulhoso de ser referência, assim como tive minhas as referências também né, o conselho é estudar, se dedicar, me...a viola acho que todo mundo tem, como não existe professor de viola, assim, são difíceis essas coisas, não se aprofundam muito, a não ser um ou outro, o cara,...cada um tem que o ensinar, então o estudante vai aprender sozinho, tocando, se dedicando a partir daí ele começa a desenvolver uma técnica pessoal que vem só a contribuir com a viola.

3- Eliana Maria-São matheus do Sul-Pr . Sr. Violeiro, existe algum sonho profissional que ainda não conseguiu realizar? Qual e Por que?
AS— Eu acho que foi muito além do que eu esperava na minha vida fia, muito mais além do que eu sonhei, entendeu? então as coisas, o mundo sempre foi muito generoso pra mim, lógico que o sonho é o combustível de tudo, eu quero poder....meu sonho é continuar sonhando.

4-Marisa -Santa Bárbara D´Oeste- SP. Ah, eu também tenho minhas curiosidades.... A principal delas é sobre a forma como Almir compõe as letras das suas músicas. O que mais inspira o músico ao compor? Basta uma viola na mão, um barco descendo o curso do rio, o sol se pondo, um pássaro cantando...?...
AS— Em relação as letras das músicas devo muito a Paulo Simões e Renato Teixeira, não tem muito que responder, assim o segredo da composição não existe, se alguém tivesse achado o da composição, seria muito fácil, aí são os mistérios do mundo....É ...quem veio primeiro o ovo ou galinha? esse tipo de coisa. Então música ela é...o importante é "tá" com seu instrumento, "tá" tocando, "tá" é corresponder na mão o que está na cabeça. Se você tem uma ideia e vai executar e não consegue, mas se você tem uma ideia e consegue executá-la é mais fácil.O caminho é estar sempre tocando com o instrumento na mão, predisposto a compor, que é o estado de composição. 

5- ☆ ღ Vanessa -Belo Horizonte-MG Reporter Vanessa Olivieri . — Almir, Algum trabalho que vc realizou na televisão te inspirou a criar algum projeto social? Quando vc acorda, faz alguma oração ou diz alguma frase especial? Se tivesse que deixar uma reflexão sobre a preservação ambiental, o que diria?Obrigada, foi um prazer esta entrevista!!!
AS — Bom na verdade não há pergunta, são 3 perguntas... vou começar pela primeira.—Qual que é a primeira aí? — Não. Meus trabalhos na televisão é permitido assim, a conhecer um pouco do sucesso assim de novela, novela fica assim no sucesso, e assim me permitiu trabalhar mais, e com isto poder criar, participar de projetos sociais, acho que é a obrigação de todo o cidadão que pode contribuir e eu tenho feito isto. — A segunda pergunta é ? — Ah, eu tenho minhas proteções, tenho minha orações pessoais, nas coisas que acredito e me dão força e feliz de quem tem e a terceira, — Ah, gente ..Tratar o mundo igual a gente trata a nossa casa, nosso quarto, o altar de nossa igreja, respeitar a terra como nosso santuário.

6- - loira♪ ♥ ♪ — Você fez recentemente uma bela participação em DVD, referente ao projeto Violeiros do Brasil , na nossa comunidade, é quase que unaminidade, o desejo de todos nós de que grave um DVD somente seu, e dizem que isso não faz parte dos seus planos, se acaso fosse um DVD, num formato diferente dos seus shows, onde pudesse falar sobre a importância da preservação do meio ambiente, da inspiração para suas melodias e mostrar os acordes de sua viola e do violão folk [maravilhoso] há possibilidade de realizar esse sonho? SIC.
AS— Ah, na verdade, não está nos meus planos é um DVD. Eu tive uma ideia de fazer um DVD meio filminho, meio "ficçãozinha" musical, estamos pensando num roteiro, mais a curto prazo não tem nada a isto.

7-Momô São Paulo-SP. — Sr.Sater, como o senhor ve a questão da pirataria no Brasil ??
AS — Ah, esse é um problema que teve não só no Brasil, como no mundo, que foi a pirataria, em relação aos direitos dos artistas e suas obras né e hoje em dia, o mundo facilitou esse serviço para a pirataria, então hoje gravar um disco é quase que filantropia. Então para gravar um disco tem que estar muito inspirado, aproveitar aquele momento e o que a gente vai ganhar é esse momento, a emoção desta gravação, a inspiração. É a felicidade das pessoas que gostam do nosso trabalho, acho que o ser humano vai achar um caminho para remunerar os artistas, me parece que às vezes,"roubar" o artista é um mal menor, e não é, O artista tem família para criar, os autores vivem disto, tem que estimular a criação e não inibi-la.

8- marcia — PERSONAGENS Acompanhei todas as novelas em que vc participou....De qual personagem vc sente saudade de ter feito e qual mais se aproximou das verdades da sua vida pessoal? uma aquidauanense.
AS— Todas. é, todo o personagem sempre expressa um pouco da nossa alma assim né. Todo mundo tem um pouco de mocinho e de bandido, uns tem pouco mais do que o outro e... aí novela é isso aí não dá para incorporar muito também, senão você fica muito intimidado, tem que emprestar a alma e seguir o que está no roteiro, o que está escrito no roteiro.

9-Carla Isabel -Bragança Paulista-SP. —Almir..."Qual sua comida preferida? Vc gosta de ir pra cozinha prepara alguma iguaria?O que + gosta de beber, em ocasiõe especias e no dia a dia? Faz as refeições em casa qdo não está em turnê pelo`País? Vc gosta de todo tipo de comida? Tem alguma que n gosta nem do cheiro?? Nossa, eu tenho um monte de perguntas, + já começei pelo assunto culinária!! Espero que estejam boas!!"Abraços a todos...Carla.
AS— Ééé pausa. Um arroz com carne seca assim bem cozidinho e bem branquinho. Gosto sim de ir pra cozinha e fazer iguarias. —Ah, no dia a dia eu gosto de agua e de preferência da mina aqui de casa, agua daquele rio do pantanal, sou muito de agua assim, gosto, gosto também de tomar chimarrão de madrugada ou de noite e em festa, eu tomo cerveja, tomo vinho, mas não sou um cara de beber sozinho assim não, eu gosto de beber com o pé dentro d´agua. Eu gosto de todo o tipo de comida, eu sou bom de garfo, e até de jiló eu gosto, gosto de tudo, vamos dizer "miolo de boi", não é meu forte, sabe, mas se tiver também a gente come, quem vive na estrada não pode escolher, não pode se dar a esse luxo e em casa, alma e estômago aberto.
11-Nilma Várzea Paulista-SP. — Sr. Sater, quando o senhor começa um show, já sabe exatamente quais músicas irá cantar, e quando o povo pede o senhor só atende aquelas que já estavam programadas, ou realmente deixa o público escolher??
AS— Ah, quando eu vou fazer um show geralmente tenho na cabeça o que quero cantar. Quando o público pede, às vezes a gente canta, o que "tá" muito longe da programação, às vezes é difícil de atender, músicas que as afinações são outras, que não "tá" na mão nem lembro mais, mas quando "tá" na mão e sei que pode dar certo eu canto, mas quando eu acho que não vai dar certo, eu não canto não.

12-☆ Álex -Campo Grande-MS.  —Almir, a gente soube que você tá gravando um novo CD instrumental... diz pra gente quando ele sai, pelamordeDeus?!?!Ah! E é verdade que você parou de pitar seus paiêros?
AS— É... pausa. Eu ainda não comecei, pensei em começar mas aí um projeto antigo que era fazer um trabalho com o Renato Teixeira, né, pulou na frente, assim, porque o Renato me mostrou umas músicas muito bonitas, e achei que no momento estava mais para esse tipo de som. E aí comecei a fazer trabalho com Renato, começou mas não tem data para acabar também, é difícil poder juntar nossas agendas, então sempre tem muito shows e sempre que tem shows, eu dou muita preferência pros shows, que é o que cria minha família, me sustenta.

13-Sonia Maria São Paulo-SP. —Muitas perguntas...mas...Almir...Existe alguma postura dos fãs que realmente te incomoda??? Você faria um show quase fechado somente para nós, fãs da comunidade???
AS—Olha eu sou um artista que não tem preocupações assim de lugar, o que eu busco é uma qualidade técnica pra fazer meu show, eu não escolho plateia, eu vou tocar pra quem vai me ouvir, entendeu? eu...eu faço shows pra corporações, faço shows de empresas, empresas fazem shows, faço shows em praça pública, faço shows em lugar fechado. Já fiz em aniversários especiais, pessoas que gostam muito do meu show, alugam um clube, quer um show, faço com o maior prazer também, então eu não escolho público, escolho as condições técnicas, o local do show, aí eu posso me preocupar, então eu toco para quem me ouve, para quem quer me ouvir...Postura de fã?? -Quando deixa de ser postura de fã me incomoda.

14-♥ღ▪Drica▪ღ♥ —Novelas Oi tudo bem?Vc pretende continuar fazendo novelas,existe algum convite em aberto?Bjo
AS— Não. Parei com novela e não tem convite nenhum.

15 e 16: Cândida -São Paulo-SP. — Almir nosso país tem um cultura ímpar e riquissíma, mistura de várias nacionalidades, uma diversidade sem igual, que pode se perder por falta de cultivo.  Você é um dos grandes responsáveis pela divulgação da Viola e da cultura Sul Matogrossense, o que você sugere ou proporia a sociedade (governo ou não) para divulgação, criação de hábitos culturais, raízes culturais, identidade cultural, para o nosso povo? Mais uma...Hoje você vive em uma grande cidade, mas preserva suas raízes, seus hábitos, seu modo simples de ser, como você mantém este ponto de equilíbrio?Pergunta 15: a pergunta 16 não foi formulada.
AS —Apoiar os artistas populares entendeu? Nas festas da cidades. Quando envolve verba pública, usar verba pública para cultura, então apoiar os artistas que tem. Não que você vai fazer aquela política rígida, de sei lá eu de... ou toca coisa nossa ou não vai ter apoio, não é nada disto mas, apoiar eventos que significam cultura, artistas que fazem um trabalho fundado na cultura popular, dê espaços para eles, eles precisam de convites para tocar também.

17- ☼ Maximiliana Minas Gerais * — Tecnologia e arte *Estamos na era do avanço tecnológico, como você vê a influência da internet na 'qualidade' das músicas e dos músicos? Ajuda ou atrapalha? Resposta 17 AS: as perguntas 18 e 19 não foram respondidas.
AS— Ah, a internet ajuda na rapidez que você se comunica com outros músicos, você pode gravar um pedaço da musica aqui e mandar pro cara não sei onde gravar o outro pedaço lá. É, facilita pro nego piratear sua música, ele baixa sua música de qualquer lugar, então agiliza o intercambio musical né, tem pessoas que começam a aprender trabalhar com internet e populariza seu trabalho, então eu acho que ajuda né, tem só um jeito de disciplinar o controle assim em relação às obras particulares, é igual as pessoas invadirem sua casa e ir entrando né, o artista você invadir a obra dele significa mais ou menos isto, entrar na sua casa sem permissão, ninguém gosta.

21- Bob São Paulo- SP —Gostaria de saber TODOS os instrumentos que ele toca.
AS— Ah, eu toco viola e violão. Um pouco de Charango. Gosto de fazer um tema num bandolim, mas não quer dizer que eu toco bandolim, toco aquele tema do bandolim né. A viola me facilita isso, porque várias afinações me permitem embaralhar um pouco as afinações, aí a gente decora algumas coisas de bandolim e sai tocando como se fosse um "bandolinista", mas eu não sou, na verdade eu toco viola caipira e violão.

22- Bob São Paulo-SP. —Por que nunca faz shows no Nordeste? Adoro ver a sintonia que vc tem principalmente com o Rodrigo e o Carlão. Há quanto tempo tocam juntos?
AS— ah, eu não toco no nordeste porque eu vivo de convite, aí tem que perguntar pro nordeste, deve ser longe, deve ficar caro, tenho um grupo grande, são várias pessoas. E por falar nisto, chegou uma visita, aqui que começou a atrapalhar um pouco nossa entrevista que foi convidado pra almoçar e a entrevista está atrasando um pouco o almoço dele (brincando) — mas tem que ter calma com nossos fãs, são fãs que aplaudem muito o nosso show... O Rodrigo me ajuda muito nos shows, ele e o Carlão, realmente( e os presentes concordam porém Almir emenda descontraído — entrevistadores não pode dar opinião não... vão sair falando, sim tá gravado, não pode confiar em jornalistas, brincando, você falou pra jornalista tá arriscado a sair....ou apague agora ou cale-se para sempre...(brincando).

23 -Zé Ayusso – Ariranha SP — Já que perguntaram tudo sobre música...
—Ninguém quer que isso aconteça, mas vc pensou em parar, se aposentar algum dia?. Se pensou, vc ficaria em S. Paulo, voltaria pra C. Grande ou iria morar na fazenda do Pantanal. E falando em fazenda, como anda o projeto do Vitelo Pantaneiro, ainda é um projeto ou virou realidade?

AS— Achei interessante você ser de Ariranha, SP, não conheço essa cidade, sua região. Na minha região tem muitos ariranhas, às vezes, eu tenho vontade de parar, ficar lá só cuidando das ariranhas, ficar tocando viola no pantanal, mas a música é mais forte, a música é um negócio que não é um negócio, é minha vida, me faz feliz, é meu combustível, às vezes quando tá tudo meio difícil, a gente faz um show bonito, parece que tudo valeu, tudo vale a pena, pra mim a música é para sempre. Sobre o vitelo pantaneiro: Aquilo foi um projeto de 5 ou 6 anos atrás que quase deu certo; não deu certo porque faltou produto, não tivemos a qualidade de aprontar os produtos que a gente oferecia, fizemos alguns produtos bons, e depois não mantivemos a qualidade e aí dançou o projeto, hoje em dia, alguns produtores estão seguindo outro tipo de projeto, com raciocínio parecido, e melhorou como melhoramento, como o que deu errado naquele projeto, pra melhorar...é um sistema brasileiro do agronegócio, juntamente com o Instituto do Parque Pantanal, O IPP estão desenvolvendo esse trabalho, que e´a geração de riqueza para a comunidade pantaneira.

24- Eliana São Paulo Capital. — Almir, vc ja disse em algumas entrevistas que não tem interesse em gravar um DVD Pois vc prefere que o público vá a seus shows e não que os leve para casa, mas os outros artistas quase todos inclusive Renato Teixeira seu amigo irmão ja gravou 2, Agosta que vc ta migrando na midia forte novamente, depois de uns anos afastados mesmo diante do dito acima não temos a possibilidade de um DVD com suas canções?vc não acha que seu público está carente disso?Um beijo de quem te estima muito Eliana.
AS—Essa pergunta eu já respondi lá em cima, mas é o que eu costumo dizer, eu prefiro que vocês me escutem com olhos fechados, mais legal assim. Acho que o DVD devasta muito o artista, banaliza o show, ele deve fazer mas não em formato de show, entendeu?. Não sei o que fazer, mas eu não gostaria de dispor do meu show assim, tão facilmente assim, eu acho que invade muito a privacidade do artista, essa é uma opinião pessoal, o Renato discorda, todo mundo discorda né, mas não sei que tem razão.

25- Edilene Aracaju SE. — Parece que já perguntaram quase tudo.Mas voltando ao assunto principla para mim, Nordeste.Qual a dificuldade de vir fazer shows aqui no Nordeste? Estamos muito carente de voce, se nem um DVD voce quer gravar, para podermos te ver, como faremos? Grata, Edilene.
AS—Ah, eu também sinto um pouco de carência em relação ao nordeste, gostaria de tocar mais aí, gosto muito do nordeste, gosto do povo, gosto das frutas, do mar, gostaria muito de tocar por aí, acho que uma hora vai chegar.

26 -Célia SP — Existem muitas perguntas mas tenho uma em especial ...Almir...será que você conhece um evento que acontece no parque da Água Branca, esse evento se chama Revelando São Paulo, ele acontece uma vez no ano aqui em São Paulo, nesse evento tem um momento que é muito gratificante que é o encontro de violeiros, como tudo que acontece ali é muito LINDO pq é uma união de culturas Raças e não existem preconseitos em nenhuma situação, então gostaria de saber se vc conhece esse EVENTO e pq não, nos dar a emoção de sua Visita la no dia que estiver acontecendo esse evento, seria enesquecivel esse dia na vida dos seus fãs, poder ver vc cantando, e ao mesmo tempo ver a Nossa SEnhora Aparecida chegando sabe pq que digo isso, e que ela fica la em um Altar os 8 dias de festa...
AS— Já me falaram deste evento, dizem que é muito bonito, falaram mas não conheço bem não, lembro de alguém ter comentado, mas não sei a fundo para poder comentar não. 

27-☆ Álex Campo Grande-MS.— outra, outra!!!Parodiando o tópico que Loirita fez...
— Almir, o que te faz seguir Tocando em Frente?

AS—Não tem nada melhor do que eu posso fazer do que sair "Tocando em frente". Me emociona mais que isto. Nem acredito que vai aparecer, porque é tão grande a emoção que eu sinto em sair tocando em frente por aí, que dificilmente eu..eu vou parar de fazer isto, eu gosto de muitas coisas no mundo, eu acho legal mas o meu combustível mesmo, que me impulsiona, que me faz feliz, que cria minha família é sair pelo Brasil Tocando em frente.

28- Trio Minas Gerais. BH. — Sônia Maria arassou, tb tenho essa curiocidade:Existe alguma postura dos fãs que realmente te incomoda??? Aquele UUuuuu não te incomoda? pois a mim que estou assistindo muito. Gosto mais do -Bravo.Você faria um show quase fechado somente para nós, fãs da comunidade??? Demais essa!Minhas ...Como o senhor encara o mundo da Internet hoje em dia?Depois de tantas novelas com Sérgio Reis não poderia pintar um disco de vocês dois?
AS—já foi respondida nas demais acima.

29- Nilma Várzea Paulista -SP— Posso fazer mais uma?
— Eu adoro a música Comitiva Esperança, só que você nunca gravou esta música, será que tem alguma possibilidade, de no futuro ela ser gravada por você?

AS—Ah, com certeza. Até pra corrigir esta injustiça, assim, porque é uma música que foi feita pela, para nossa comitiva, que viajou pelo Pantanal. Fizemos um documentário e acho que é tema do documentário, não sei por que, acho que os motivos é que a gente não tinha condições de gravar na época, ela não entrou como tema do documentário, depois virou trilha do Pantanal, por insistência até do Sérgio Reis, ele gostou muito da música, então acabou Serjão gravando com muito mérito, e foi ficando para depois. Quem sabe um dia eu gravo ela, com o maior prazer, a hora que der.

30 Magali Medeiros Campo Grande -MS —O que você acha de quem, hoje em dia, resolve seguir a carreira de músico?Qual parte da música você costuma compôr?.
AS— É música é igual a ser padre, entendeu igual. Tem que ter vocação não é fácil. Ela é glamourosa quando ela dá tudo certo sabe, existe muito mais, muito menos espaço para absorver o músico do que a quantidade de músico que aparece. Então se você quiser ser um músico, que você tenha talento, tenha dom, que você estude, se dedique, porque o cantor pode vir pronto, pode ser um dom de Deus, mas o músico jamais. O músico tem que estudar, então se você tiver disposição dedicar horas, dias, meses, anos a esse estudo, você pode se sobressair como músico e músico que não sobressai difícil, porque na música não tem meio termo- ou você toca bem ou não toca. Ah, eu faço a melodia, faço as partes menores, minhas harmonias são simples e tal, e tenho bons poetas nas mangas, que me ajudam demais, que são vitais para minha música, que passam toda a emoção, acho que o que faz sucesso é a letra, a música só transporta ela.

31 -Magali Medeiros -Campo Grande-MS — O que você sente ao ver outras pessoas interpretando músicas suas? É uma sensação boa ou desagradável, já que nem sempre as interpretações dos outros é como a que idealizamos ao compôr.
AS— Lógico, feliz da vida de ver que minha música foi tocando em frente, foi pra frente aí, a pessoa sai cantando, fico todo Orgulhoso.

32-Bob São Paulo-SP. —Tô com a Nilma. Eu adoro a música Comitiva Esperança, só que você nunca gravou esta música, será que tem alguma possibilidade, de no futuro ela ser gravada por você?(2) — E mais...O que vc ouve no carro? Acho meio indelicado perguntar isso, mas morro de curiosidade, então filtrem se não concordarem: se resolvesse gravar um DVD, quem seriam os músicos convidados???Sabemos que algumas músicas não são apresentadas nos shows, como "Vaso Quebrado", pois considera que são músicas para CD, mas seria tão bacana ouvir "Mochileira", "Benzinho", "Espelhos d'água" (com o Rodrigo)...
AS— Bob, eu tenho um jipão veio, muito barulhento. Ultimamente não tá dando pra ouvir nada dentro dele, a não ser o barulho do motor dele ( imita o som de um motor "ralhando"). Não, não consegui pensar nem em DVD ainda, então não consigo pensar em quem chamar assim, na ideia de DVD que é meio ficção, assim pensei em chamar alguns músicos, assim, pessoal que trabalha comigo, uma coisa meio natural assim, músico tem que estar meio disposto a gravar lá um pouco no Pantanal, na Cantareira, tem que estar meio disponível, e não é qualquer músico que se adapte a isto.

33- MARCISIA
— Almir Sater, adoro teu trabalho. !!! Acompanhei todas as novelas em que vc participou...Quando você volta para as telinhas de tv de nossas casas???, .Estamos muito carente de voce, ver você todos os dias na telinha, será um prazer enorme para todos ...Um abração. Marcisia

AS— Novela eu parei. Novela eu...não dá mais - foi muito bom, ajudou muito minha vida, foi assim divulgou minha imagem, minha viola, tive muita felicidade de fazer boas novelas, novelas bonitas, que estão até hoje por aí. E pra mim foi um prêmio isso aí, agora música é minha profissão, acho novelas tem um monte de atores bons pra fazer e eu fiz papéis que eram relacionados a viola, a música, acho que já acabaram estes papéis, já vai gastando todos esses papéis relacionados a viola e música, não dá mais, eu acho que pendurei o texto.
FIM !!!
-A entrevista parou aqui, além do artista estar com visita, o almoço bem atrasado, estava também de malas prontas para embarcar para cumprir o restante de sua agenda de shows.Esperamos pela próxima oportunidade! Tudo a seu tempo e dentro das possibilidades. Por hora, estendo o meu agradecimento público ao artista e aos envolvidos, por disponibilizar um tempo para nós, nesta tão concorrida agenda de shows e lotadas de inúmeros compromissos artísticos ou como produtor rural.
Muito Obrigada, Obrigada e Obrigada! Abençoado Seja!.