sábado, julho 21, 2012

.'"SINERGIA" "As Formiguinhas" e a Importância do "Feedback".

A  vida em sociedade fica mais fácil se entendermos que dependemos uns dos outros para viver melhor.


Talvez, não sei, mas parece que nós, administradores, somos sonhadores ou visionários, pois na faculdade tudo que se prega, é o de trabalhar só em equipe, com espírito de empatia, e a palavra "Sinergia" até hoje, está aqui grudada na minha mente. 

É certo, que quando temos um professor e que fala com propriedade, sobre o assunto, e apaixonado por TGA (Teoria Geral da Administração), a ideia é absorvida com mais rapidez e de certa forma, de que o caminho é este. "tá" complicando? Eu explico e sem Freud..

Sinergia pode ser definida como o "momento em que o todo é maior que a soma das partes", ou seja, as forças unidas se triplicam 2+2 equivalem a 6.
Um exemplo disto e que sempre passo aos alunos do meu humilde curso, sobre o filme "Formiguinha Z", no momento em que é feita uma escada formada por todas as formigas, com o objetivo de sair da colônia e que um simples erro de qualquer uma delas pode comprometer toda a atividade ou objetivo final.

O que não quer dizer, que a união de forças, significa que todos devem pensar iguais ou apenas à união de indivíduos iguais, que, por serem iguais, naturalmente se juntam. Os diferentes também se aglutinam e, dessa forma, se assemelham e se somam.

Os diferentes ficam iguais, como na Era do Gelo, por exemplo, são seres diferentes em tudo: o mamute Manny, a preguiça Sid e o tigre dentes de sabre Diego, no entanto, eles esquecem as diferenças e se juntam em busca de um mesmo objetivo, porque sabem que só se completam assim.

Quando não ocorre à sinergia ou não acontece esse tipo de unidade, o processo se dá ao contrário, pode ficar comprometido, as partes se dividem, gerando a entropia (perda de energia). 2+2=0. Fica aqui a frase de Raul Seixas "A formiga é pequena, mas elas são um exército quando juntas".

'A Importância do “Feedback".

Para quem trabalha ou está mais familiarizado com Administração, Marketing ou Comunicação, essa palavra "feedback" soa bastante familiar, trata-se da "Retroalimentação”. Pode ser definido como “Um processo de fornecer dados, retornos, para melhorar o desempenho no sentido de atingir seus objetivos e a excelência”. Para que seja alcançado o êxito, a comunicação entre as partes interessadas, não pode haver ruídos e qualquer barreira a respeito, devem ser rompidas. Como também não devemos encarar o feedback, como algo negativo ou depreciativo, mas como mecanismo de melhorias e até de adotar estratégias para abertura de novos objetivos ou até fidelizando os antigos.
Na administração Moderna, ele é usado como ferramenta extremamente útil na condução das relações humanas.
As pessoas se comunicam umas com as outras e dão feedback de suas ações e atitudes constantemente.
Para que um feedback se torne útil é preciso que ele seja:

—Descritivo (que tenha a essência do tema).
— Específico (mostrando objetividade).
— Compatível com as necessidades do comunicador e do receptor (que atenda a cada um de maneira igualitária).
— Dirigido (não vale carapuça, é necessário indicar claramente a quem este dirigido o feedback).
— Solicitado (sempre estar disponível quando solicitado).
— Oportuno (para que haja fluência no relacionamento) e esclarecido (o outro lado precisa saber exatamente que se trata de um feedback).

A dificuldade de receber feedback está no fato de não aceitarmos nossas ineficiências, neste sentido, podemos dizer que quanto menor o nível de feedback em uma organização, menor seu nível de transparência e consequentemente maior índice de ineficiência, ainda que embutida.
Já o dar feedback é dificultado quando há conflitos de interesses, levando a situações pessoais indesejáveis para o bom andamento das empresas.

As pessoas em sua grande maioria não estão preparadas para receber feedback, sendo assim, as empresas e seus líderes devem estimular esta cultura entre seus colaboradores.

Para que as empresas superem estas dificuldades é preciso: estabelecer relação de confiança entre os funcionários, reconhecer o feedback como um processo que leva tempo e uma boa educação corporativa, aprender a ouvir, aprender a dar feedback de forma habilidosa.

Feedback, ao contrário do que muitos pensam, não é a opinião de uma pessoa sobre outra, mas sim uma observação objetiva, direta e respeitosa de uma pessoa em relação ao comportamento de outra, feita com a intenção de aprimorar o seu desempenho.

—É um método para modificar o comportamento, melhorar o desempenho, lidar com o stress e enriquecer os relacionamentos.
—É verdadeiro apenas quando a intenção é a de ajudar, quando a intenção é comunicada ao receptor e ele está aberto a aceitar as informações e a usá-las de forma positiva.
— Permite trabalhar a percepção de si e dos outros.

Fontes: By Loira do Bem
formada em Administração de Empresas com ênfase em Marketing.

Eliezer Leite da Silva Junior
Propagandista Farmacêutico, formado em Administração de Empresas.
Sebrae.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu pitaco é muito importante, mas lembre-se feedback assertivo é uma forma inteligente de interação, além de evitar futuros aborrecimentos.