Loira do bem ∞ : 06/30/12

sábado, 30 de junho de 2012

Pitaco By Loira do Bem ""Arte da espontaneidade "


Pitaco By Loira do Bem "Viva a traquinice"  e "Arte da espontaneidade "

Tava aqui pensando eu com a minha meninice....esse papo só me faz felizzz !!! 
   

Vou começar meu pitaco de Hoje, parafraseando Almir Sater acima e o Luis Melodia aqui "lava louça todo o dia".. Que agonia.. Antes que eu parta para a concentração geral na divulgação.. Vou pitacar umas babaquices minhas.. hehehe..

Eu descobri que... como é terrível esse serviço domiciliar hem minha gente, não é a toa que as "empreguetes" se rebelaram...risos...e ontem, que preguiça de lavar a louça, mas com o acúmulo ..creio eu que já eram de..alguns dias (eu acho) RS....pasmem..... Desânimo geral, mas acendeu a luzinha no tico e teco, e olha que de noite já fica mais difícil, esse pensar.. Afinal, o dia foi longo ...mas, som de Led Zeppelin a postos, tive a grande ideia de usar fone de áudio,.. e não é minha gente.. que a louça rendeu e eu lavei todinha... nem senti...!

E aí descobri outra coisa, que mantenho a forma, nem é por vaidade, nem por saúde, mas por "preguiça" mesmo de ter que encarar a pia de louça talvez risos.. SIC...

É os testes sobre mapa mental não mentem mesmos... risos...como era a louça da pessoa sinestésica mesmo?(pessoa que age mais pela emoção) - "Adora um bom papo e deixa a louça à espera" ou "quando puder e quiser lavarei"... - Bingo e certeiro!!! 

 

Quase que nem faço o teste, pois o resultado era evidente!!!...: (EU SOU O QUE EU SOU...).. risos.. Capaz que entre um livro, um filme ou a internet eu vou é lavar louça.. nem pensar. Apesar de eu louvar a atitude de mulheres lutando por independência, mas eu fujo à regra, gosto de ser independente, mas não sou feminista mesmo.
 
Falando em preguiça, eu me lembrei do dito popular "Deus ajuda quem cedo madruga"... Dito e feito, e quem disse que consegui acordar antes da 12h00min de Hoje? Resultado.. Fiquei sem o protetor solar que encomendei na farmácia de manipulação... pasmem.. Agora só segunda feira.. Neste caso, barbas brancas me mordam ops "São Pedro"... Se quiser abrir a torneirinha aí do céu... não vou fazer caso nem ficar de bico.. Não.. Por causa de quê.. 



Almir Sater em Cândido Rondon Pr em evento corporativo 29/06/12 
Assim não correrei risco de manchar a pele branquela... hehehe... E entre sombra e água fresca, vou ficando por aqui divulgando show e de em especial de Juiz de Fora, MG em Agosto, devido ao sucesso estrondoso ano passado, muita gente ficou de fora, e como a gente é que nem mineiro, uê uai ..não quero que ninguém perca o trem, cá estou... Sempre Tocando em Frente, pitacando sobre o que é feito com arte e qualidade. Com certeza!!!

E por falar em Arte, Almir Sater arrebentou ontem em Cândido Rondon, PR, como já postei aqui fotos e dizeres sobre o evento corporativo, onde os associados da Sicredi foram convidados, o artista levou mais de 5.000 pessoas, e a procura foi tamanha e muitos ficaram frustrados, por infelizmente, devido a espaço não caber mais gente...
E Hoje, novamente CASA CHEIA, e encerrando a agenda de shows de Junho, Sater fecha com chave de ouro, um evento beneficente, promovido pela "Arte do Bem", com ingressos esgotados, 20 dias antes, em Jaguariúna, SP.

E, para quem como eu, não terá a mesma sorte, só me resta ligar o som na caixa, no PC, entre pitacos e divulgação, ouvir o somzaço "manero" que é o de Almir Sater. ViVa o som folk rock blues.. Sempre atual e diferenciado de ser.

Ah, esse pitaco me fez Lembrar anos atrás quando, uma das leitoras, disse que por eu falar naturalmente o que penso e sinto, na visão dela na época, anos atrás, se falo de algo, por exemplo, que estou no vermelho, com o cartão de crédito ..SIC.  deixo de ostentar a aparência de que eu sou bem sucedida....talvez, porque, ela não teve o "feeling" de se perguntar ..desde quando eu quero ser aquilo que não sou?? e essa é a cara da maioria dos brasileiros, que vivem do resultado da labuta diária, de trabalho honesto, de altos e baixos, como a gangorra financeira e as mudanças bruscas de planos de governo. 

 
Talvez, seja este o grande trunfo, ao meu favor, o de ser natural, espontâneo, sem fazer tipo acho que estamos tão acostumados, com tudo mecânico, programado para agradar os outros ou encantar, criar uma imagem do que não somos, que construímos imagens para serem os "certinhos, exemplares, organizados e verdadeiros" sempre e sem o direito de ser normais humanos e passivos de erros e defeitos, fracasso e sucesso. 

Sempre digo que estou sendo feita, refeita a caminho do Bem. Mas nunca do ser perfeito e intocável. 
Sem perceber, deixamos do lado o principal, o de sermos nós mesmos: naturais.. E que ser bagunçados, desorganizados, desajeitados, não é nenhum bicho de 7 cabeças, acho que temos medo de nos tornar vulneráveis, ou que os outros percam a admiração por nós.. 



E eu acredito que quem nos admira e nos respeita de verdade, são justamente aqueles que nos conhecem como de fatos somos, sem máscaras e maquiagem, como nos comportamos nos piores momentos como humanos e até na hora da discórdia, do dedo em riste, afinal, os humanos, tem reações adversas, como diria o Ivan Cardoso, mestre em Administração, "se quisermos lidar com máquinas, vamos ao caixa eletrônico, máquinas de refrigerantes". 


Talvez seja por isso, que as pessoas, desistem fáceis uma das outras, dos relacionamentos pessoais, familiares ou profissionais,

Perdemos a flexibilidade, a vontade de dialogar ou até de rever conceitos, do que realmente nos importa e faz a diferença em nossas vidas.

Quando eu vejo algumas pessoas (e com todo o respeito) se manifestarem publicamente, que preferem mais a companhia de animais, porque estes não discutem relações, não trazem conflitos ou decepções, eu sinto compaixão, provavelmente um humano as levou para decepções dolorosas, (claro que os animais são dóceis, maravilhosos e devem ser queridos e respeitados, sempre), mas cada um no seu quadrado. 

Em homenagem ao mais ágil e inteligente cão do mundo. #amo.
Se navegarmos dentro de nós mesmos, e estar abertos ao uma reflexão sincera, descobriremos que também decepcionamos os outros, conscientes ou inconscientemente, até, assim os outros nos causam desapontamentos, acho que estamos aqui para aprendizado e não para sermos os condutores ou controladores de emoções, situações e pessoas.  
Aprendi e estou aprendendo que o convívio social exige habilidade, tato, renúncia, jogo de cintura, saber negociar, mediar conflitos, saber recuar e avançar, ou simplesmente perder ou até ceder, quando a situação assim exige. Da vida levamos é nada. 

Neste caso o egoísmo e a vaidade imperam em mim, (risos), pois o ressentimento, mágoa, orgulho e sentimentos negativos enfim, trazem junto doenças e males nocivos a nós mesmos.. e Deus me livre.. junto com eles vem...as rugas, olheiras e afins..melhor ficar na "mea culpa" enfim..:)..longe desses "males"...
Como diz um escritor paranormal, Luiz Carlos Amorim, "O que você deseja ser feliz ou ter razão"?
E como eu aprendi que desejo mais ser feliz do que ter razão... Ramble On.. Perambulando por aí eu vou.. né "cabeludo" Plant by Led Zeppelin...


























Bom final de semana proceis. com muita bagunça e criatividade da nossa criança interior...mas Fiquem ligados.. que novidades sempre vem por aqui...
Paz e Bem!!!











Almir Sater reúne mais de 5.000 em evento corporativo no Paraná

Com mais de cinco mil pessoas presentes, tanto do município rondonense como de cidades vizinhas, o show de Almir Sater encantou o público que lhe aplaudia com alegria a todo tempo. Entre músicas e histórias, o renomado cantor e compositor cantou as mais conhecidas como “Tocando em frente” e “Chalana” entre elas.




 

O show de Almir Sater reúne mais de 5 mil pessoas e emocionou um grande público na noite desta sexta-feira (29/06) em Marechal Cândido Rondon. 
Com ingressos distribuídos em troca de um quilo de alimento aos associados do Sicredi Costa Oeste, o emocionante entretenimento para o público lotou o Centro de Eventos Werner Wanderer. 


Patrocinado pelo Sicredi, além de brindar seus associados, o show serviu para registrar o Ano internacional das Cooperativas, declarado pela Organização das Nações Unidas. ONU.



FONTES: Fonte: http://www.opresente.com.br/