sábado, outubro 22, 2011

Foi assim que eu percebi: Nem tudo que reluz é outro, que o diga Otelo de Shakespeare!

  "A abelha que tem o mel na boca tem um ferrão na cauda" - John Lyiy - Foi assim que   que eu avaliei, após assistir o filme Otelo, ou seja cuidado com os bajuladores e suas reais ou segundas intenções, pois nem tudo que reluz é ouro.
Quase todos um dia na vida, já leram (livros) ou viram (filmes), embasados nas peças do poeta e dramaturgo inglês, o bardo Shakespeare. Particularmente, gosto muito do que ele produziu e são sempre atuais, a forma com que ele traz à tona, nossos sentimentos, vicissitudes e misérias humanas. E, podemos refletir, e tirar aprendizados interessantes a respeito. Desde que o mundo é mundo, sempre existiram pessoas, com caráter menos nobre, que usam de mecanismos ardilosos, para defender seus interesses próprios, com uma intenção nada generosa por trás dos gestos. Geralmente, essas pessoas, são perspicazes, solícitas, acima de qualquer suspeita, até faz acreditar que são parceiros, nos campos pessoais ou profissionais, conselheiros,  e as pessoas, que não tem a "mesma" má índole, são vítimas destas armadilhas e de forma infame, colocando tudo a perder, pelo excesso de confiança e lealdade ou até mesmo de insegurança. Para exemplificar esse universo de sentimentos tão contraditórios, em nós seres, uma resenha sobre Otelo:

A trama se baseia na vingança de Iago, alferes de Otelo, um general mouro, que casou-se com Desdêmona, filha de um rico senador, devido a promoção que ele considerava injusta a Cássio, por este ter sido o intermediário deste romance, e planeja junto com outro parceiro, contar ao pai da jovem, que a mesma não se casara com alguém de sua classe. O Senador sai então a procura de Otelo a fim de tirar-lhe a vida, porém, recebe um comunicado, sobre o contra-ataque a uma esquadra Turca que se dirigia para a Ilha de Chipre e no caso, Otelo é o único considerado capaz de comandar o exército. Ele então é inocentado, e seguem o casal para Chipre.
Iago que já se encontrava no local, frustrado por seu plano, mas sendo hábil conhecedor da natureza humana, sabia das fraquezas que mais afligem a alma de Otelo: o ciúme e coloca em prática seu plano ardiloso para conseguir seu intento. Um destas vítimas será, Cássio, um dos amigos de Otelo, era o que mais possuía confiança, até mesmo por sua beleza e juventude seria, então capaz de despertar em Otelo, o mouro, um homem já maduro, o ciúme por Desdêmona, por ser uma jovem e bela mulher. Durante uma festa que os habitantes da ilha prepararam a Otelo, Iago induziu Cássio a se embriagar, culminou com o envolvimento num briga com Rodrigo, outro amigo, e quando o mouro soube do acontecido destituiu Cássio de seu posto.
Nesta mesma noite Iago começou a jogar Cássio contra Otelo, e fez o mesmo crer que a punição teria sido muito severa e que este deveria falar com Desdêmona para que ela convencesse Otelo a devolver-lhe o cargo.

Cássio não se deu conta dos planos maledicentes de Iago e aceitou a sugestão, ingenuamente, e Iago então começa a ventilar para Otelo que Cássio e sua esposa poderiam estar tendo um caso, seu plano foi tão bem traçado que Otelo começou a desconfiar de Desdêmona. Iago sabia que Desdêmona havia sido presenteada por Otelo com um lenço de linho que fora de sua mãe, o Mouro acreditava que este lenço era encantado e que enquanto sua amada o tivesse, a felicidade do casal estaria garantida,  Após ter encontrado o lenço que Desdêmona havia perdido e sabendo da crença de Otelo, Iago diz a ele, que sua mulher havia presenteado seu amante com o lenço, o deixando fora de si. Otelo já enciumado pede o lenço à esposa, que não sabe explicar o que aconteceu com ele. Neste meio tempo Iago coloca o lenço no quarto de Cássio para que ele o encontre, após isso.

Iago fez com que Otelo se escondesse para ouvir uma conversa entre ele e Cássio, os dois falam sobre Bianca, amante de Cássio, porém Otelo só escuta parte da conversa e acredita tratar-se de Desdêmona, pouco tempo depois chega Bianca a quem Cássio entrega o lenço e pede que providencie uma cópia. Otelo ficou fora de si quando viu que Desdêmona havia presenteado a outro homem com seu lenço, as conseqüências disto foram que Iago em nome de sua lealdade jurou matar Cássio para vingá-lo, porém sua intenção era matar Rodrigo e Cássio por esses representarem empecilho aos seus planos, mas na verdade o que aconteceu foi que Rodrigo morreu e Cássio ficou apenas ferido. Otelo completamente descontrolado mata sua Desdêmona em seu quarto, quando Emília esposa de Iago, sabendo do que havia acontecido a sua senhora, revela a Otelo que sua esposa nunca havia sido infiel, que tudo não passara de uma trama de seu marido, Iago que por sua vez, matou Emília, fugindo, mas logo foi capturado. Otelo desesperado por saber que matara seu grande amor, em vão apunhala seu próprio peito, caindo sobre o corpo de sua amada, e morre beijando-a. No lugar de Otelo fica Cássio, Iago foi entregue as autoridades e Graciano ficou com os bens do Mouro.
-Reflexão:
"Quantas vezes por intriga e interesse vil de outros, rompemos, sem dar chance, de explicações, um relacionamento amoroso, uma sociedade, uma parceria, uma amizade, porque "Iagos" da vida, insistem em cruzar os nossos caminhos, envenenando a alma, sem chance de defesa, colocando em dúvida, a capacidade, a lealdade, a fidelidade de sentimentos, de um para o outro(a) pelas circunstâncias que eles criaram, e não verdadeiras, e que impulsivos e emotivos, ou dominados pelo ciúme, dúvida, orgulho, cometemos os mesmos erros de Otelo, sem se dar conta, que fomos manipulados por essas pessoas, o tempo todo, inseguras, ambiciosas e dotadas de interesses próprios, com o intuito de eliminar o obstáculo que segundo imaginam, quando na verdade, poderiam, ser somado as forças, e não fragmentadas?

O que aprender desta lição?
-Que não devemos ser precipitados em acreditar em tudo que ouvimos falar, nem nas circunstâncias que possam surgir, nem tudo que reluz é ouro, nem tudo que se vê, ouve é como se vê ou ouve...nas palavras de Brechet: "Só acredite no que os seus olhos veem e seus ouvidos escutam. Não acredite nem no que os seus olhos veem e seus ouvidos escutam. E saiba que não acreditar ainda é acreditar. Afinal quem acredita em tudo o que ouve, Julga o que não vê.
-Que embora existam muitos Iago(s), manipuladores e vis, também há muitos"Cássio"(s), sonhadores, leais e idealizadores, ao nosso lado, assim como algumas Desdêmona(s), fidedignas aos seus princípios e laços firmados...

Antes de tomarmos providências e medidas arbitrárias, devemos, refletir, analisar e ver quais seriam de fato, as reais intenções das pessoas envolvidas( o fim justificam os meios) e se de fato, não estão visando apenas o interesse próprio e não o bem comum e o respeito a felicidade alheia. Somente depois de filtrar, avaliar, os prós e contras e todas as ações é que devemos, tirar as conclusões e tomar decisões sábias, para não gerar arrependimentos depois, quando, enfim, uma Emília qualquer, muito tempo depois, retirar o véu da ilusão e nos colocar face a face com a verdade de forma dolorida e já fragmentada.

Pode ser que não tenhamos mais tempo e nem oportunidade de nos retratar, assim como Otelo não teve em reverter mais nada.
Pode ser que, só nos resta com o passar do tempo, uma consciência acusadora, do quão fomos injustos ao nos deixar levar pela "pitaco" e egoísmo alheio e nos restará a lástima, e o sentimento da injustiça e falta de discernimento e confiança.
"A ambição do homem é tão grande que, para satisfazer uma vontade presente, não pensa no mal que daí a algum tempo pode resultar dela."[Maquiavel ]

Bom final de semana Namastê !!!

Mídias sociais: você está preparado?

A resposta é “não”! Ninguém está preparado para lidar com a revolução das mídias sociais.
Texto Por Deborah Dubner -



Nem os experientes seniors do mundo digital, nem os nativos da Internet que “twittam” todos os dias. O fato é que novidades chegam todos os minutos pelo Google, Orkut, Twitter, Ning, Myspace, Youtube, Facebook, Flickr e tantos outros. Novos verbos como “googar” e “twittar” se incorporam rapidamente ao vocabulário diário, nos dando a estranha sensação de que não podemos mais viver sem essas palavras.
A Mídia Social elegeu o Obama, está revolucionando o jornalismo, acabou com a guerra no Irã, está reinventando a propagandas, implementando saúde e educação.
Mas afinal, o que é Mídia Social? Mídia Social é a comunicação de todos para todos. Até poucos anos atrás a comunicação de massa era de um para todos.
Quem detinha os meios de comunicação, detinha o poder. Isso mudou! Agora todos podem produzir e receber informações através da maior rede de comunicação do planeta: a Internet. "Mídia" são os meios e "Sociais" são os relacionamentos.
Quem decide mergulhar nesse mar de possibilidades passa por vários estágios:
o primeiro é a regra é que não há regras nesse mundo: cada comunidade tem sua razão de ser e funciona do seu “jeitão” exclusivo e particular, emitindo determinadas formas de comunicação,
2-encontrar amigos, familiares, colegas de trabalho, descobrir o que você pode fazer, como se comunicar, ler coisas interessantes, compartilhar o seu mundo, ter novas ideias, fazer negócios. Começa a ficar gostoso. Ou não! Você pode descobrir no meio do caminho que aquilo não tem nada a ver com você. Tudo bem! Nada é para todo mundo--
3-é quando você se sente em casa, familiarizado com as ferramentas, e consegue explorar o melhor dos mundos. É quando você pensa: “Ah! Agora saquei!” e se diverte pra valer, cria, inventa, faz, refaz, compartilha, experimenta, arrisca, evolui.