quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Administração e Marketing: "Culturalização de Negócios"


Há um conceito no mercado, pouco explorado ainda, mas muito usado no exterior, a “culturalização de negócios”, 
(valor agregado a partir de elementos intangíveis e culturais), uma estratégia de Marketing da economia criativa, através da “incorporação de elementos culturais e criativos ao negócio”.

Hoje produtos, bens tangíveis e serviços, se assemelham entre si, o que vai os diferenciar?, os bens intangíveis, associar a marca a eventos culturais. Acredito, que quanto mais autêntica seja a  estratégia usada, mais chances de atingir os resultados no processo final.  Dar oportunidade para os novos valores também. As pessoas, já não estão acreditando em tudo que lê, vê ou que é ditado pela mídia alternativa. As pessoas sentem falta de emoção, de originalidade.
Esse tipo de estratégia, tem um apelo mais humanista, eu diria até, sem dúvida, uma forma de inovar produtos e serviços, atraindo a população, como parte do processo, a fim de  sensibilizar e conscientizar.
Ao investir nesse diferencial, estamos, alvancando a economia, a indústria do turismo e do artesanato, serão bastante beneficiadas, pois, contribui para ampliar o mercado.

Segundo a Wikipédia são 13 os setores da economia criativa: Arquitetura - Publicidade - Design - Artes, antiguidades - Artesanato - Moda - Cinema e Vídeo - Televisão - Editoração e Publicações - Artes Cênicas (Performing Arts) - Rádio - Softwares de lazer -Música.

A Música, por exemplo, é um chamariz, independente de raça, credo, cor, dogma, política partidária, ela une pessoas. Das 7 Artes, ela é considerada a mais humana, porque ela penetra no coração, comove até as almas mais blindadas.

Uma empresa agrega mais à sua marca e valor, quando ousa “apostar no futuro”, sem deixar a “tradição” do lado, mas unindo as duas vertentes numa só.Para ter esse "feeling", é preciso que o inovador, esteja atento a dinâmica do mercado. Sensibilidade para ver, questionar e ouvir, através desse feedback, entender as expectativas e as necessidades, que precisam ser atingidas.


Assim como Peter Drucker, definiu "encontrar essas oportunidades e transformá-las em soluções exige uma grande disciplina", eu acrescentaria, energia, determinação e sobretudo, acreditar por inteiro, no que se propõe, e muitas vezes, os resultados são a longo prazo, para os especialistas, na maioria, a curto prazo, dizem 1 ano.

O Marketing e suas estratégias, são ferramentas para que encontramos novas oportunidades, e não para fazer milagres. Requer além da criatividade, ousadia, muito trabalho e persistência.

Finalizando, com o guru da Administração Moderna", Peter Drucker,
Para ser eficaz, uma inovação deve ser simples e centralizada. O maior elogio que uma inovação pode receber  seria alguém dizer: "Isto é óbvio"! Por que motivo não pensei nisso antes?