sexta-feira, abril 10, 2009

SUSTENTABILIDADE- FAÇA A DIFERENÇA-


Faça diferença!

Sustentabilidade é a palavra da moda.Mais do que um slogan,pode também refletir um estilo de vida coerente em que cada um reconhece a capacidade de seus próprios recursos e talentos e otimiza seu uso em benefício comum.

por Adriana Teixeira
Revista Bons Fluidos – 04/2009

Pode reparar, nas conversas entre os amigos,nos comerciais de televisão e nas matérias dos grandes jornais o cuidado com o meio ambiente e a busca por uma vida mais harmônica são os temas do momento.

Essa percepção de que existe algo de novo no ar acaba de ganhar uma aliada de peso com o recente levantamento divulgado pela TNS InterScience, de São Paulo,empresa de pesquisa voltada ao setor de consumo do país.

Os números revelam que 51% dos brasileiro compram produtos ecologicamente corretos, como alimentos orgânicos, artigos com embalagens recicláveis e eletrodomésticos que consomem menos energia.

Esse conjunto de mudanças também se reflete no cotidiano em atitudes como reciclar o lixo, deixar o carro de vez em quando em casa e não carregar sacolas plásticas desnecessariamente. Ainda de acordo com o estudo, esse novo consumidor faz parte de uma tribo mais crítica,bem informada e menos resistente a mudanças. Porém, a grande novidade é que esses movimentos externos vêm acompanhados de transformações internas.



Isso se traduz em prestar atenção nos próprios gestos, atitudes e intenções. Ou seja, ao buscar qualidade nas ações individuais, você reflete também um comportamento sustentável. “Essa onda em direção a uma nova atitude começa como uma inquietação que passa a borbulhar dentro de nós e não tem idade para acontecer”, explica a psicóloga Luciana Gandelman, especializada em saúde mental, de São Paulo. “A vontade se mantém adormecida enquanto permanecemos acostumados com nossa vida. Até que
tudo isso fica insignificante diante da vontade de fazer algo novo ou do desejo de transformação que vem da percepção do que realmente é valioso.”

TRILHAS PARA A FELICIDADE

Na análise da psicoterapeuta Lilian Graziano,de São Paulo,o estímulo para que uma pessoa arregace as mangas e crie um novo ideal seja particular ou coletivo,faz parte de um movimento em busca da realização plena.

De acordo com a especialista,a concepção humana de felicidade esteve sempre baseada em dois tipos de premissa.A primeira se apoia em encontrá-la além de nossas próprias fronteiras.“A outra aponta o indivíduo como sua própria fonte de satisfação e confere a cada um a tarefa de trabalhar para si mesmo de forma a conquistar uma vida feliz”, arremata Lilian.

Essa visão remonta ao filósofo Aristóteles,para quem a felicidade resulta do exercício das virtudes em sintonia com a vida em sociedade.Felizmente, na busca cotidiana,acabamos por deparar com demandas maiores e prementes que nos mobilizam internamente.É quando percebemos que fazer a diferença não é um fim em si, mas um caminho possível para a nossa felicidade.


VOCÊ FAZ A DIFERENÇA...
Simples atitudes cotidianas podem tornar o mundo mais sustentável:

COM A NATUREZA:

{1} Reduzir. Reutilizar. Reciclar. Consuma menos para poluir menos, essa é a melhor forma de gerir os recursos naturais. Outra é criar novos usos para material descartável.
{2} Limpar. Boicote as embalagens em excesso, os produtos com agrotóxicos e o uso de combustíveis fósseis.
{3} Educar. Promova a discussão dos parâmetros de sustentabilidade na sua comunidade, no seu prédio, na escola, na academia.

COM VOCÊ MESMA:

{1} Repensar. Faça uma análise sincera de sua trajetória, sem cobrança ou complacência. Busque coerência em suas atitudes.
{2} Meditar. Concentre-se, progressivamente, em esvaziar a mente de valores preconcebidos sobre si e permita-se relaxar.
{3} Aceitar. Compreenda suas limitações e saiba reconhecer sua infinita capacidade de construir a própria felicidade.

COM A SOCIEDADE:

{1} Enxergar. Abra os olhos para as necessidades alheias e seu coração para as possibilidades que tem de ajudar o outro, por mais singela que possa parecer usa oferta.
{2} Agregar. Incentive as pessoas próximas a você a colaborarem com ações da sociedade informal.
{3} Agir. Tome a iniciativa e arrisque-se a colocar seu conhecimento e sua força de vontade a serviço do bem comum.


As pessoas têm que cuidar melhor da natureza,para que as futuras gerações possam viver bem". Almir Sater.