terça-feira, outubro 28, 2014

Ler é preciso: Conhecimento “é liberdade além de Poder” .


Porque amo a Filosofia e agora lendo e estudando Sociologia também, são ciências que tem como intuito o entendimento, a reflexão e humanizar a sociedade (não quer dizer que teremos a solução ideal), mas ao gerar discussões saudáveis sobre este ou aquele assunto.
Acho equivocado confundir o humanismo como pessoa da “esquerdinha caviar”.. Sic... como já me perguntaram dias destes.
"O mundo não é para ser sonhado, mas transformado." André Comte-Sponville.
A partir do momento que compreendemos que o Conhecimento “é liberdade além de Poder”, o entendimento se torna mais amplo e nos livra dos grilhões.  “Se antes eram as propriedades e terras que monopolizavam o poder, hoje não mais, é o Conhecimento”, segundo o Papa João Paulo II.  
Ser curioso nos instiga pela busca de informações, pensar e refletir sobre elas,  o Comportamento Humano em Sociedade, de forma imparcial, e não passional pautado no pragmatismo, de certa forma, situações ou condutas incompreensíveis, são amenizadas.  Cabe  a nós também a escolha final, qual uso e finalidade para o conhecimento adquirido, se  para o bem ou para o mal.

    

Isto não significa que temos que abrir mão do nosso “juízo de valor” ou até de nossas tradições, porque estas estão intrinsecamente ligadas com a nossa identidade cultural.  Mas ao se colocar no lugar do outro, nosso julgamento será menos ácido.  O que não podemos “forçar ou coagir alguém a agir contra sua vontade e seu discernimento”, segundo Ayn Rand, escritora e filósofa, “seria o mesmo que impedi-lo de pensar”, ou “exigir que anule sua própria existência.”.  



Creio que Sócrates o cidadão filósofo de Atenas, em poucas, nas impactantes palavras define: "Eu não posso ensinar nada a ninguém, eu só posso fazê-lo pensar." Porém Ingênuo e tendencioso de nossa parte seria afirmar "pessoas que pensam diferentes de nós sejam estúpidas ou idiotas". A soberba ou prepotência nos leva na maioria das vezes ao erro e ao fracasso.
“Não há portão, nem fechadura, nem trinco que você consiga colocar na liberdade da minha mente.” (Virginia Woolf).
Imagens: Reprodução Internet.