terça-feira, agosto 21, 2007

Almir Sater fecha com chave de Ouro o Festival América do Sul






Nem o frio, o vento forte que soprou por lá.. fez o povo parar de cantar e prestigiar nosso violeiro Almir Sater.  O Músico apresentou grandes sucessos de sua carreira como ‘Trem do Pantanal’, ‘Chalana’, ‘Um violeiro toca’, ‘Tocando em Frente’ entre outros.

A apresentação durou cerca de 1h30, Almir com sua voz mansa e jeito tímido agradou aos fãs que a cada música vibravam. Almir elogiou o público que cantou várias músicas em coro. “Muito afinado nosso povo”, disse Sater.

Rodrigo Sater e Gisele Sater, irmãos de Almir que participam da banda também executaram canções agradando o público presente. Milhares de pessoas, estiveram no último show do Festival deixando todos com gostinho de bis. Almir encerrou o show cantando ‘Comitiva Esperança’.
Assista o vídeo para ver ouvir e se encantar com a energia e alto astral do músico Almir Sater cantando "comitiva esperança".

Link direto:
http://br.youtube.com/watch?v=9CqvtIA7DPM

Trem do Pantanal
http://br.youtube.com/watch?v=zityTHYdSQQ

Isso me fez lembrar de um poema lindo que a Crys, fã de Almir Sater outro dia postou na comunidade para mim.

Sobre o quanto o violeiro faz a diferença na música e com sua sensibilidade consegue fazer com que seus súditos sejam sempre fiéis admiradores, a vibração, energia e carisma deste artista, faz com que cada dia mais aumente a legião de fãs e apreciadores do seu velho e novo som o tal de ROCK RURAL, o FOLK BRASILEIRO, que vem da fonte de Bob Dylam também.

LOIRA PRA VC...
QUANDO UM VIOLEIRO TOCA...
CRYS - AG/2007

UMA FOGUEIRA ARDENTE NO PASTO,
BANQUINHOS E TRONCOS PARA SENTAR,
UM CAFEZINHO SENDO COADO NA HORA.
UMA LUA PLENA, ILUMINANDO A VIDA,
VIDAS UNIDAS, CONVERSAS A ROLAR.
EIS QUE UMA VIOLA SURGE E ALGUÉM
A AFINA, SEU SOM ROMPRE AS CONVERSAS,
AS VOZES SE CALAM, OS CORAÇÕES
SE TRANQUILIZAM, A CHAMA ARDE MAIS
FORTE, A LUA OBSERVA DE LONGE...
É QUANDO UM VIOLEIRO TOCA CANÇÕES
DE VIDA...
ALEGRIAS E MÁGOAS, SAUDADES E DOR,
AMOR E TRABALHO, FAMÍLIA E AMIZADES...
TUDO VIRA TEMA, TUDO SE REVELA, TUDO É
SENTIDO...
LÁGRIMAS DE ALEGRIAS, CANTO EM CORO,
ALEGRIA FLUINDO, TRISREZA SE DECIPANDO.
QUANDO UM VIOLEIRO TOCA...
FECHAMOS OS OLHOS E SONHAMOS JUNTOS.
AO DEDILHAR DAS CORDAS, REFLETIMOS SOBRE
NÓS MESMOS, E NESSA CATARSE COLETIVA
VIVEMOS INÚMEROS SENTIMENTOS, ALGUNS
ATÉ REPRIMIDOS, OUTROS ESTÃO EXPLODINDO...
MAS QUÃO APAIXONANTE É ESSE MOMENTO,
QUE LINDOS POETAS SÃO ESSES VIOLEIROS,
QUE SENTEM COM A ALMA OS CONFLITOS
DA GENTE...
TROVADORES DO SERTÃO, ALMA CAIPIRA
QUE TOCA....AH! E COMO TOCA...
QUE NOITE ENCANTADA, ATÉ AS FADAS
ESPIAM EXTASIADAS, OS BICHOS QUIETOS
SÓ OUVEM...SERÁ QUE ENTEDEM?
EU CREIO QUE SIM.
MÚSICA QUANDO TEM ALMA TOCA QUALQUER
SER VIVO, ESSE MILAGRE É PARA POUCOS,
MAS UM BOM VIOLEIRO CONHECE A ALQUIMIA.
O MUNDO SE ALEGRA E EU AGRADEÇO A DEUS
POR TEM GENTE COMO ELES ASSIM NESTA TERRA.
QUANDO UM VILEIRO TOCA...
OUÇAM, REFLITAM, SE DEIXE LEVAR, POIS CREIAM
QUE EMOÇÃO MAIOR NÃO HÁ...


Ave Sater !!!!

Reportagem e fotos extraída do site www.corumbaonline.com.br
poema cedida gentilmente pela fã da Comunidade Crys.