src="https://apis.google.com/js/platform.js" async defer> {lang: 'pt-BR'}

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Etiqueta na Comunicação: Celular já aprendeu a desligá-lo?

A ETIQUETA NA COMUNICAÇÃO -


A maneira como você se comunica com os outros fala muito a seu respeito. Para isso você utiliza uma série de ferramentas: as palavras que escolhe,os gestos e expressões faciais que as acompanham, o cartão de visita, que você entrega a alguém,a forma como utiliza os e-mails e o celular e até mesmo na maneira de se vestir.
Sua elegância por um fio...ou sem fio...

Não dá para negar que as novas tecnologias de comunicação facilitam nossa vida,mas,por outro lado,nos escravizam e nos fazem ,muitas vezes ,esquecer as boas maneiras.

Etiqueta Empresarial:
Para começar, celular já aprendeu a desligá-lo?
-Sempre peça licença para atender o celular quando está conversando pessoalmente com alguém.
-Evite pedir o numero do celular a pessoas com quem você não tem muita intimidade.
-Evite pedir o celular a clientes ou possíveis clientes,a não ser em situações em que isso possa agilizar a vida dele. Acredite,quem não se importa em divulgar o celular vai lhe dar o número mesmo sem você pedir.
-Celular não é acessório,por isto, não valoriza nenhuma produção, pelo contrário,não o use como pochete,pendurado no pescoço,do lado de fora da bolsa ou da pasta....

Atenção ao tom de voz- nem todo mundo precisa –ou deseja-saber de que assunto você está falando.
Se seu celular é usado para fins comerciais(seja você empregado ou empregador) ,lembre-se sempre se identificar e saudar quem o está chamando.
Atenção ao volume e ao tipo de toque,eles podem causar a impressão errada. Esqueça os toques e músicas engraçadinhas e nada profissionais.

Fazendo ligações para celulares:
- A não ser que você seja muito intimo da pessoa, o telefone fixo e não o celular, deve ser sempre o primeira opção de contato.
- Sempre,ao ligar,para o celular de alguém,se identifique e pergunte se a pessoa pode atende-lo.
-Em geral procure ser breve !

EVITE AO MÁXIMO TOCAR:
-em lugares onde haja platéia ou audiência( do cinema, ás aulas de MBA);
-em cerimônias( das solenes às religiosas)
-em qualquer lugar onde haja uma solicitação para que ele permaneça desligado.

Não atenda o celular:
-em qualquer reunião com clientes ou contatos comerciais( à mesa ou fora(dela), afinal ,você não quer dar a impressão de que não está completamente à disposição de quem compra seus produtos ou contrata seus serviços- se não houver outra saída a não ser atender a ligação,desculpe-se e seja muito breve;
-em treinamentos e apresentações;
-em entrevistas de emprego,seja você o entrevistado seja o entrevistador.
-Nas ocasiões a seguir,está liberado deixar o celular no silencioso,mas seria mais elegante se você não atendesse ,retornando a ligação depois. Pode também pedir licença para atendê-lo e fazer isto o mais rápido possível.
-à mesa (do restaurante, do barzinho,numa reunião(casa de amigos etc), principalmente quando estão somente você e mais uma pessoa.
- sempre que estiver acompanhado de apenas uma pessoa. Se você atende e se prolonga na conversa, normalmente essa pessoa vai se sentir excluída.
-Quando está sendo atendido por alguém(no salão de beleza,na clínica de estética,numa loja de shopping etc), caso isso possa atrapalhar ou atrasar à conclusão do serviço prejudicando quem está esperando.
O mesmo vale numa reunião profissional em que clientes não estejam presentes- e se está esperando alguma ligação urgente, comunique ao grupo.
-à mesa ,em almoços e jantares de empresa.
-Na própria empresa,caso seu celular não seja comercial. Se for, não tem problema atender as ligações de seus colegas,clientes e fornecedores- mas as da(o) namorada(o), do irmão etc devem ser breves !!

Fique à vontade para atender e falar :
Só tome cuidado com o tom da voz (nada de falar alto,por favor !) e com os temas abordados.
-No barzinho,no café,na festa, na balada com os amigos, na casa deles,nos intervalos de peças de teatro ou palestras,ou seja, em ambientes mais informais ,descontraídos.
-Em locais, como salões de beleza,salas de espera e recepções ,na rua, nos corredores do shopping,em filas.
-Quando estiver sem companhia à mesa,em restaurantes ou cafés, por exemplo.

sobre a autora:
“Pequeno livro de etiqueta” de Ana Vaz, graduada em comunicação social, com habilitação em relações públicas e pós graduada em marketing, consultora de estilo e imagem pessoal,formada pela First Impressions Image Consulting ,do Reino Unido. Professora do Senac Campinas.

Site:http://www.anavaz.com.br/

Pitaco de Loira: Quem não se comunica, se trumbica !!!

Bem, quando setembro chegar ao fim, termina minhas "folgas" em alguns dias noturnos, pois retorno a todo o vapor, para o curso que ministro, de desenvolvimento interpessoal, e claro, entre os módulos não poderiam faltar sobre Comunicação verbal e não verbal,que envolve uma série de artifícios essenciais para nos darmos bem tanto no relacionamento pessoal como profissional.

Já dizia o velho guerreiro, Chacrinha,"quem não se comunica se trumbica" isto é um fato, Almir Sater, inteligentemente, disse, numa entrevista durante apresentação no Festival América do Sul -FAS -em 2005, que,"a integração só é possível, quando estamos abertos a conhecer a cultura do outro e com isto gerar afinidades, que por sua vez, diminuem os atritos e se transformam em parceiros de negócios". santas palavras, devidamente aplicadas aos meus alunos,

E, pela falta de comunicação, pelo erros de linguagem ou falta de conhecimento na cultura do outro, e quando isso ocorre, de forma ineficaz, no caso, " as falhas", chamamos de "ruídos na comunicação", de acordo com o Marketing,

Dia destes eu estava assistindo um filme, "A Massai Branca" uma história real, e ficou evidente o choque cultural entre ambos, uma loira da Suiça que ao visitar o Quênia, em caráter de turismo, acaba se envolvendo com um guerreiro de uma tribo queniana - e ao longo do relacionamento, as diferenças culturais e sociais, vão se alastrando de forma que acabam culminando em conflitos, devido aos  ciúmes,  atritos desencadeados entre eles.

Os filmes "Tristão e Isolda" e 'Minha Amada Imortal" também retratam a falta de comunicação entre os pares, este último, é sobre um dos deuses da música clássica e instrumental,"Beethoven", onde uma carta não entregue, e sem eles saberem, foi capaz de transformar por anos a fio, um sentimento de vingança, ressentimentos e retaliações.
E, o clássico Romeo and Juliet, de 1968, onde, também, há um erro na comunicação e infelizmente, culmina a tragédia, que sabemos de cor.

Alguns vão se perguntar, mas o que aconteceu a eles ? Ah, vão na locadora e aluguem esses filmes ou comprem os livros ou baixem  digitalmente... e aí já descobrirão o por que, a comunicação foi falha....hehehe...

Por isto é importante, conhecer o outro, sua cultura, os gestos, linguajar típico de cada região, pois podem ter um sentido contrário do que imaginamos, e isto pode fazer toda a diferença, na hora de se comunicar, de travar parcerias ou negócios ou até mesmo um diálogo e laços.

Neste contexto todo, envolve bastante etiqueta pessoal e profissional, e algum tempo já utilizo o livro de Ana Vaz, Manual de Etiqueta, tem dicas interessantes, que, às vezes, pecamos , por não conhecê-las.

Por isto, sempre acrescento nas minhas aulas, diversos assuntos que o livro aborda, como a empatia, a etiqueta na comunicação,a imagem que queremos passar, e um dos temas hoje, será o celular, ferramenta importante, mas que devemos saber como usar, quando usar e aonde usar, sem deixar de sermos elegantes..assim como os e-mails e outras cositas más...