quinta-feira, 27 de maio de 2010

Pitaco de Loira: Humberto Gessinger


Hoje, vou falar deste músico e instrumentista que é fora de série.. Humberto Gessinger, ex vocalista e fundador da Banda Engenheiros do Hawaii", que de anos pra cá, segue carreira solo com o nome de "Pouca Vogal". Eu  costumo dizer que ele é o unico "galego" que eu admiro, sic (sim vou corrigir o post, porque, quando o criei na época, eu não citei o mais, mais Robert '"Percy" Plant)...da qual tanto admiro, e considero o maior vocalista no mundo do Rock. 

É incrível sua interpretação, voz, ele simplesmente veste a letra da música que canta, quando eu as ouço, consigo, visualizar as cenas, todinhas... e a emoção é ímpar.. e parafraseando  o  livro que escreveram sobre a ex banda dele, Led Zeppelin "Quando os gigantes caminharam sobre a Terra", direi "quando Deus fez o homem mais perfeito sobre a Terra, foi este dia 20 de Agosto de 1948".. claro, Plant... sem dúvida, sempre será..!!!!

Voltando a falar da não "menção" na época deste post, é que eu descobri ano passado, uma coisa bem significante:

1 -Eu descobri através de terapia holística, que tenho memória associativa, e que quando algo me traz lembranças, boas ou más, e das quais não faz mais parte do meu presente, eu (quase) que inconscientemente bloqueio em minha mente, tudo que se relaciona com os fatos em si.  E, evitando falar, ouvir ou admirar o que me trazia desconforto. Depois que tomei florais, tudo isso se desfez, livre de lembranças, passado ou seja, já consigo separar uma emoção da outra e assim por diante.
E depois não é preconceito, mas acho que todo branquelo não se atrai por outro branquelo risos risos e risos e.....mas fora, ele, Robert Plant, além de Almir Sater, Pink Floyd, Roger Waters,  Raulzito, Zé Ramalho, Zeca Baleiro, Taiguara, Geraldo Vandré e o Rei ...?(... quando criança pequena( mas agora nem tanto), na verdade.. não (mais) admiro artista que se diz "apolítico" e depois que passei a estudar sobre a ditadura militar, nos  tempos idos, minha concepção mudou bastante sobre esse movimento "iêiêiê jovem guarda". Hoje, vejo com outros olhos, segundo o que eu li e conclui, que, na verdade, o sistema, a mídia e o capitalismo selvagem, deram "força" a eles, expurgando e censurando, os artistas e civis, que ousaram "peitar" o governo, o sistema e colocando os civis a "pensarem de fato". E claro, que isso não era oportuno e nem interessante para eles. O povo unido, pode destituir qualquer forma de poder. Nada é absoluto. Pena que somos a minoria que assim pensa. Hoje em dia, não é diferente também, as músicas que dominam as mídias, são as ditas comerciais, com jargões e refrões bem simples e ocos, sem conteúdo, enquanto isso, a roubalheira corre solta; O modismo passa e as mídias em geral, televisão, jornal,  rádios, sites, os que detém o controle das informações, deitam e rolam, afinal, quando menos pensarmos, menos agiremos e mais somos condicionados a serem massificados por esse controle, massificador, e sem opinião formada seguiremos, claro, como vida de gado. É o Admirável mundo novo.. continua em alta. E, já que estou a "pitacar" sobre o músico, na verdade, Gessinger vou usar uma das frases de sua música:
"Nem sempre faço o melhor para mim, mas só faço o que eu  estou a fim de fazer "
O que mais acho incrível é que ele consegue, transmitir nas letras e nas palavras, o que eu realmente penso, sinto e sobre a ótica que eu vejo as pessoas e o sistema. Perfeito demais !!!!

Quase todas as letras deste cara, eu gosto, é incrível, como no jeito dele irreverente de ser, e extremamente perspicaz e inteligente, sim, tenho uma neura, se assim posso dizer, por pessoas inteligentes, que me inspiram, me atraem, desde criança, sou assim, antes de qualquer cara bonita, se for sem conteúdo não dá para eu perder tempo e nem energia ! 
Por isso, só falo daqueles que realmente me inspiram e tem algo a dizer.. seguindo à risca, se não soma, some!!!.

Depois da Curva 
Pouca Vogal
Composição: Duca Leindecker / Humberto Gessinger 

Amanhã, talvez
Esse vendaval faça algum sentido
Dá pra se dizer
Qualquer coisa sobre todo mundo
Por hoje é só
Vou deixar passar a ventania
Talvez amanhã
Vento, vela e velocidade
Mar azul, céu azul sem nuvens
Logo ali depois da curva Ali, logo ali,Ali depois da curva
Amanhã talvez
Esse temporal saia do caminho
Dá pra escrever
O papel aceita toda qualquer coisa
Por hoje é só Vou deixar passar a tempestade
Talvez amanhã
Água pura e toda verdade
Mar azul, céu azul sem nuvens
Logo ali depois da curva Ali, logo ali,
Ali depois da curva 
Ali, logo ali,Ali depois da curva Ali, logo ali
Eu vi, eu vim, venci a curva!!