segunda-feira, 28 de novembro de 2016

ALMIR SATER NO TEATRO BRADESCO/RIO NESTA QUARTA



                                  Como se fosse A Primeira Vez.
Almir Sater retorna ao Rio de Janeiro nesta quarta-feira (30) para única apresentação no Teatro Bradesco, às 21h00.

Com mais de 30 anos de carreira musical e centenas de shows, o artista e sua viola caipira continuam a encantar multidões. No palco, o músico relembra a sua trajetória, canções como Tocando em Frente, Trem do Pantanal, Chalana, Cabecinha no Ombro, Terra dos Sonhos entre outras.

O Show mescla com o seu último Álbum solo - 7 Sinais - “Maneira Simples”, “No Rastro da Lua Cheia”, “Serra de Maracaju” e o mais recente CD “AR” gravado em parceria com Renato Teixeira e contemplado pelo Grammy Latino 2016 como “Melhor Álbum de Música Raízes Brasileiras, inclusive eles cantam em prosa e verso - A Primeira Vez - quando foram ao Rio de Janeiro, entre as suas lembranças inesquecíveis, em seu novo disco. E, sem deixar de lado o magistral toque de viola que o tornou consagrado e as suas belas instrumentais também.

Foto: Walter Sornas /PR.

Suas composições refletem o popular e o erudito de maneira ímpar, como jamais se ouviu na MPB e Almir é um dos poucos que não deixa a emoção do lado, pega na viola e o som flui de forma natural. O Artista também obteve grande destaque, ao interpretar personagens de violeiros em novelas como “Pantanal e Rei do Gado”, nos anos 90. 

Almir Sater será acompanhado pelos músicos Guilherme Cruz (violão), Marcelus Anderson (acordeon), Rodrigo Sater (violão de aço) e Reginaldo Feliciano (baixo acústico).  

Os ingressos estão à venda – todas as informações pelo site do Teatro Bradesco. A produção está a cargo da Opus Promoções e Carlos Alberto Sion - que recentemente levou o artista para uma série de apresentações no Rio Grande do Sul e Capitais do Nordeste – onde foi sinônimo de sucesso, com casa cheia e ingressos esgotados com antecipação. 

Os paulistas também poderão desfrutar deste privilégio - Sater também fará o show no Teatro Bradesco em São Paulo Capital, no dia 06 de Dezembro. Ambos imperdíveis.

domingo, 20 de novembro de 2016

ALMIR SATER NO ESCARPAS DO LAGO EM DEZEMBRO

O Compositor, Cantor e Violeiro Almir Sater se apresenta em Capitólio/MG, no Clube Campestre Escarpas do lago, no próximo dia 16 de dezembro, show com direito a Open Bar e o Jantar a cargo do conceituado Buffet Fátima Faria.
Com mais de 30 anos de carreira musical e centenas de shows, o artista e sua viola caipira continuam a encantar multidões. No palco, o músico relembra a sua trajetória, canções como Tocando em Frente, Trem do Pantanal, Chalana, Cabecinha no Ombro entre outras. O Show mescla com o seu último Álbum solo - 7 Sinais - “Maneira Simples”, “No Rastro da Lua Cheia” ,“Serra de Maracaju” e o mais recente CD “AR” gravado em parceria com Renato Teixeira e contemplado pelo Grammy Latino 2016 como “Melhor Álbum de Musica Raízes Brasileiras. Sem deixar de lado o magistral toque de viola que o tornou consagrado e as suas belas instrumentais também.

Suas composições refletem o popular e o erudito de maneira ímpar, como jamais se ouviu na MPB e Almir é um dos poucos que não deixa a emoção do lado, pega na viola e o som flui de forma natural. O Artista também obteve grande destaque, ao interpretar personagens de violeiros em novelas como “Pantanal e Rei do Gado”, nos anos 90. 

SERVIÇO:
Show Almir Sater e Banda
Quando: 16/12/2016- sexta-feira
Onde: Clube Campestre de Escarpas do Lago, Capitólio/MG.
Endereço: Rua das Âncoras, 750.
Horas: 22h00
Valores em reais : Mesa para 04 pessoas:
Setor 1 – Primeiro Lote  R$ 1.200,00
Setor 2 – Primeiro Lote  R$ 1.100,00
Formas de Pagamento: Cartão de crédito, débito e em dinheiro (Sócio do Clube Escarpas do Lago tem 10% de desconto na compra da mesa).
Vendas e Reservas: Secretaria do Clube – falar com Simone.
Informações pelos Telefones: (37) 3326-5100  Whatsapp: (37) 9 9955-9110 - (31) 9.9634.4189
(incluso o conceituado Buffet Fátima Faria), a seguir:
BEBIDAS:
•  Cerveja Skol, Brahma
•  Cerveja sem alcool
•  Refrigerante coca - cola, guaraná Antárctica – normal e zero
•  Água mineral com gás e sem gás
COQUETEL - SALGADOS
•Maravilhas de carne - quibe
•Pastel mineiro de carne
MESA DE FRIOS
SALADAS: Salpicão, salada caprese, salada ricota com ervas finas
FRIOS VARIADOS: blanquet de peru, copa lombo, salaminho,  lombo canadense.
QUEIJOS DA REGIÃO: nozinhos variados, palito, palito temperado, palitinho mini, prato, parmesão, provolone, provolone temperado, tranças defumadas e temperadas, tranças de tomate seco, tranças ao vinho.
CONSERVAS: azeitona verde, azeitona preta,  ovos de codorna
OUTROS: quibe cru com hortelã e pimenta biquinha
PANATERIA: mini pão de queijo
ANTEPASTOS:  alho, tomate seco
PETISCOS MINEIRO
PRATO FINAL
•Farfalle
Molhos: vermelho e branco
Evento Oficial Facebook: http://bit.ly/2g3QpVp
Realização: Jackson Martins Produções & Eventos
Apoio Cultural:  Clube Escarpas do Lago

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

AR de Almir Sater e Renato Teixeira é premiado no Grammy Latino

O álbum "AR" de Almir Sater e Renato Teixeira recebeu o prêmio de "Melhor álbum de música de raízes brasileiras" pelo 17ª edição do Grammy Latino, evento realizado nesta quinta-feira (17) passada, em Las Vegas (EUA).

Gravado entre o Brasil e Nashville (EUA), produção do norte-americano Eric Silver, o CD traz 10 músicas inéditas e concorria com artistas renomados  - Alceu Valença (álbum "A Luneta E Tempo") e Elba Ramalho ("Cordas, Gonzaga e Afins"), entre eles.

Encarte CD – Imagem: Eduardo Galeno – Agencia Produtora

O disco também havia sido indicado na categoria “Melhor música em língua portuguesa” com a faixa “D de Destino”, da qual o cantor Djavan foi o agraciado. 

"AR" desde que foi lançado nas plataformas digitais, logo caiu nas graças do público, crítica especializada, fãs e admiradores no geral. Em Junho passado, os artistas foram escolhidos como melhor dupla regional no Prêmio da Música Brasileira.   

  Encarte CD – Imagem: Eduardo Galeno – Agencia Produtora.
Muito Além das Fronteiras...

O disco navega por diversas vertentes e influências musicais, como do folk ao rock Anos 70, sem deixar de flertar com o purismo da música caipira e a poesia bucólica. “Tem uma fase da vida que você é rock and roll, tem outra fase que você é country e tem aquela que você é folk”, lembra Renato Teixeira.

Já Almir ressalta essa junção de matizes e sons diversos, embalados pelas suas influências musicais, do Folk Rock - “Apesar de sermos parceiros, temos estilos particulares. Foi possível deixar os dois bem evidentes”. O público de Brasília poderá averiguar ao vivo, neste sábado (19) no Centro de Convenções Ulysses Guimarães - os músicos farão uma única apresentação na Capital. 


Sem dúvida, um show imperdível!. E que venha mais AR em 2017 para todos nós, afinal quanto mais puro, merecido e um belo presente de aniversário ao artista Almir Sater também.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

ALMIR SATER E RENATO TEIXEIRA NA CORRIDA AO GRAMMY LATINO NESTA QUINTA

Nesta quinta (17), em Las Vegas - serão revelados os ganhadores do Grammy Latino 2016 e Almir Sater e Renato Teixeira estão entre os indicados, em duas categorias. Os artistas lançaram o primeiro disco juntos, o CD "AR" - iniciais deles, em dezembro passado e já colhem diversos frutos desta parceria.
Gravado entre o Brasil e Nasvhille (EUA) com a assinatura do produtor norte-americano Eric Silver, o álbum possui 10 canções inéditas, distribuído pela Universal Music, com o selo Som de Gringo, em todas as plataformas digitais e o CD físico nas lojas e sites virtuais

O álbum acolhido logo de início pela crítica especializada, pelos fãs e admiradores, entre os mais comentados nas redes sociais e sites. Em Junho passado foram contemplados como melhor dupla regional no 27º Prêmio de Música Brasileira de 2016.


Em Setembro, Almir e Renato foram indicados ao 17º Grammy Latino 2016 em duas categorias: “Melhor Álbum de Musica Raízes Brasileiras” e “Melhor música em língua portuguesa” com a faixa “D de Destino” que abre o disco, e foi o primeiro single disponibilizado nas plataformas digitais, com coautoria de Paulo Simões.




A cerimônia de entrega aos ganhadores será nesta quinta (17) e a Academia de Gravação Latina irá fazer uma transmissão online oficial da noite mais importante da música latina. O show poderá ser acompanhado ao vivo, a partir das 23h00 (Horário Brasileiro de Verão), por este link: http://latingram.my/aovivo_2016  

O LatinPop Brasil também fará uma cobertura completa em tempo real do Grammy Latino em todas as redes sociais. Siga no Facebook, Twitter e Instagram  e, claro estamos na torcida deles, ansiosos desde o  início, Oxalá queira que esse destino seja selado direto para a Serra da Cantareira. Seria um presente e tanto de aniversário para Almir Sater (14 de Novembro) pela grandiosidade de  sua música e arte ao longo destes anos. Se, virá, ainda não sabemos, mas o mundo a partir desta quinta saberá que, a música de Almir Sater e Renato Teixeira, viaja para muito além das fronteiras: redondinha, atemporal e única, e continua a encantar gerações. 

Fotos: Encarte do CD - Imagens Eduardo Galeno / Agencia Produtora.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

ANIVERSÁRIO DE ALMIR SATER - O VIOLEIRO QUE ENCANTA GERAÇÕES

Hoje é o Aniversário de Almir Sater, um dos mais respeitados artistas brasileiros.

Compositor, Cantor, Instrumentista e violeiro, aos 12 anos já tocava violão e gostava do mato e sons da natureza. Aos 19 anos, resolveu estudar Direito no Rio de Janeiro, mas se encantou com o som da viola de uma dupla caipira no Largo de São Francisco. Fascinado pelo novo instrumento, voltou para Campo Grande /MS e ao comentar com um amigo seu, este indicou os discos de Tião Carreiro, da qual mais tarde viriam a se conhecer e até gravar juntos.  


Em 1981 já em São Paulo, surgiu a oportunidade de gravar o primeiro disco, pela Continental “Estradeiro” e desde então não parou mais. Ao todo, gravou 10 discos solos e mais 01 recente em parceira com Renato Teixeira, o “AR” que leva as iniciais dos artistas. Fez também participações em discos de sertanejos como Chitãozinho e Xororó ( Rio de Lágrimas), Paula Fernandes ( Jeito de Mato e Pedaço de Chão), Victor e Léo ( Tudo Bem) e músicos da MPB Roberto Carlos ( O Quintal do Vizinho), Gabriel Sater ( Indomável) entre outros.

Embora Almir não se reconheça assim, mas é fato que através de sua música, uma mescla da caipira e urbana, Sater traz uma valoração ainda maior para a viola de 10 cordas, popularmente conhecida como viola caipira, ao tocar de um modo mais ousado. Suas canções sofrem influências do Rock, dos anos 70 - The Beatles e Pink Floyd e
de sua geração como Sá e Guarabyra -“sempre gostei de um rock rural”, lembra o artista.

É certo afirmar que o som de Almir engloba diversas vertentes, sofre influência por parte dos violeiros que ele se inspirou como Tião Carreiro, Renato Andrade e Zé Coco do Riachão, e também do Rock and Roll, tão presentes em sua viola, ao ponto de ser apontado pela Revista Rolling Stone Brasil em 2012, entre os 30 maiores instrumentistas da guitarra e violão.


Sua música sempre despertou a atenção da crítica especializada, bem antes de se enveredar por novelas, para representar personagem de violeiro, na época.

Em 1988 por Unanimidade foi escolhido para participar da abertura do Free Jazz Festival no ano seguinte, ao lado de nomes sagrados da música e internacionais. Também único brasileiro a ser convidado para cantar no Fair Festival em Nashville (EUA), considerada o berço country do país e em 1989 gravou o “Rasta Bonito” por lá, que inclusive, teve a participação do norte-americano Eric Silver também.


Em 1991 na 4º Edição do Prêmio Música Brasileira, Almir ganhou como melhor solista, numa disputa acirrada com outros dois instrumentistas conceituados Léo Gandelman e Wagner Tiso, além de Melhor Instrumental “Moura”, de sua autoria. No mesmo ano, “Tocando em Frente” venceu como melhor música da MPB na voz de Maria Bethânia, de sua autoria e Renato Teixeira.
                        
Recentemente, em Junho, Almir e Renato Teixeira foram agraciados como “melhor dupla regional” na 27º Edição do Prêmio da Música Brasileira. O Artista mantém uma carreira sólida e consagrada, agenda sempre cheia, também eventos corporativos, ultrapassam mais de 100 shows anuais e o público sempre fiel acompanha o violeiro, que se apresenta em diversas cidades e capitais brasileiras.

E a viola desta vez voa longe, muito além das fronteiras. Almir e Renato merecidamente foram indicados ao 17º Grammy Latino 2016 em duas categorias: “AR” como “Melhor Álbum de Musica Raízes Brasileiras” e “Melhor música em língua portuguesa” com a faixa “D de Destino” que abre o disco, e foi o primeiro single disponibilizado nas plataformas digitais. A premiação ocorre no dia 17 de novembro, em Las Vegas
..

Só posso terminar esse texto, de um único modo:
-Obrigada, Almir Sater.A Música não seria a mesma sem sua viola de 10 cordas. Uma vida larga e farta sobre a terra, ao som de um bom Rock and Roll!
 
Para conhecer a discografia de Almir Sater acesse a postagem: https://goo.gl/omcgZi
Escritório Almir Sater: Shows e eventos.
Claudete Faria - Tel.: +55 (11) 4485.1539 /(11) 4485.3049 /(11) 97546.3850
e-mail: claudetefaria@uol.com.br

sábado, 12 de novembro de 2016

MÁ ÍNDOLE - TRANSTORNO DE CONDUTA


 “A má índole se desenvolve como uma fobia de não conseguir o que quero, não ser reconhecido como espero. A criança pode passar a vida inteira sem demonstrar o transtorno de conduta. O que é transtorno de conduta? É a falta de noção de limite entre os seres”. –  Psicopedagogo Augusto César Baratta, psicólogo especialista em Terapia de Grupos.

A deformação no caráter de algumas pessoas desvirtua o objetivo de um grupo, cria animosidade nas relações e estabelece um clima tenso no dia-a-dia. São pessoas que não aprenderam a lidar com limites, desconhecem a noção de respeito e convivência, não se afinam nas relações interpessoais, exageram nas brincadeiras e vivem num mundo que é uma redoma de desconfiança e falsidade. Em suas mentes, todos podem participar e merecem uma boa vida, contanto que elas sejam as primeiras da fila e tenham sempre os melhores benefícios. Enfim, atrás de uma deficiência de caráter existem diversas ramificações perniciosas que trazem malefícios para quem se envolve.
A maneira como lidamos com nossas experiências cotidianas, alegrias, decepções, problemas e soluções formará um licor que poderá ser o mais puro néctar ou o pior dos vinagres.

Para muitos, é difícil descobrir qual é o seu sabor real.

Boa índole não se ensina, infelizmente. Todavia, pode ser aprendida através dos exemplos e das experiências. É paradoxal algo que não se ensina, mas que se aprende, não? É simples explicar aspecto tão controverso: ocasionalmente, fala-se algo, por melhor que seja a alguém e não se obtém a devida audiência; entretanto, ele aprende por meio da observação e das invertidas que lhe causam algum tipo de dor, seja sentimental ou física. É assim que funciona a índole. 
Trata-se de uma tendência do ser humano de se autodesenvolver, preferencialmente sem a imposição de terceiros. O comportamento vem de dentro para fora. Se a pessoa, desde a mais tenra infância, acostuma-se a resolver de forma amarga, preconceituosa ou mesmo desonesta as situações apresentadas pela vida, terá sérios dissabores e problemas.

Quer saber como é sua índole? Imagine se você estivesse sendo filmado (a) nos últimos 30 dias em todas as suas atitudes. Esqueça os momentos de sono e higienização. Leve em consideração suas “atitudes de bastidores” ou quando você está só. Quantas imagens você aprovaria para ir ao ar, sem cortes, em rede nacional?

Pessoas de índole má possuem atitudes que não podem ser mostradas publicamente. Elas têm comportamento problemático em seus bastidores. Tudo o que fazem visa o benefício próprio ou o prejuízo de outrem. Para ter noção do caráter de alguém, você precisa ser um observador do mundo, detendo-se, principalmente, nas atitudes de quem lhe rodeia.

O mundo corrompe o ser humano por meio de seus exemplos. Somos colocados à prova desde a primeira infância. Isso permanece enquanto estivermos vivos.

Seu conceito de valores (o que é importante e o que não é, o que é certo e o que é errado, etc.) é que evita a distorção de seu caráter. Traços de caráter são sulcos na personalidade, gravados para toda a existência.
Como não sucumbir diante da mediocridade? Diariamente somos expostos a ações que nos impelem a gerar reações impróprias. São os nossos princípios, desenvolvidos desde os primeiros anos de nossas vidas, que vão manter as bases estáveis para lançar sua âncora no local preciso, permitindo que saiba até onde é permitido ir e quando parar. 

Vivemos em sociedade, apesar de haver momentos que todos sonharíamos ser Robson Crusoé. Na medida do possível, a regra básica é formar um cinturão de equilíbrio em sua vida, no qual não haja espaço para a entrada de pessoas com má índole. Seu círculo social deve estar isento de pessoas assim. 
Trecho retirado da Fonte Original  Indole e a capacidade de se auto-sabotar  por Jorge Sabongi - 2004 -