Loira do bem ∞ : 12/18/14

quinta-feira, dezembro 18, 2014

Marketing Digital: Influência da Era Digital


Dias destes, ao ler uma postagem do jornalista, Paulo Nogueira - fundador e diretor editorial do site "Diário do Centro do Mundo", em que ele afirma que a Xuxa, foi demitida pela Internet, leia na íntegra Diario do Centro do Mundo . Sintetizando, que as empresas de TV,  foi se a época em que podiam "pagar salários extravagantes". por que? o poder mudou de mãos outra vez.. Anos atrás, o Papa João Paulo II, dizia: Se antes o patrimônio eram propriedades e terras, hoje está no Conhecimento.

E hoje, esse Conhecimento, não está mais na TV, e sim na era da Internet, que de forma avassaladora, sobrepõe sobre qualquer outro veículo de publicidade ou propaganda. Como o Jornalista diz: “A receita publicitária mudou de mãos, pois os anunciantes estão migrando em velocidade cada vez maior das mídias convencionais – incluída a tevê – para a internet”.  

Ainda segundo ele, "Na Inglaterra, um levantamento mostrou que pela primeira vez na história em 2015 a fatia da internet no bolo da propaganda será maior do que todo o resto junto – jornais, revistas, rádios, tevês etc". No mundo, a internet já é a segunda maior mídia em faturamento publicitário, pouco atrás da tevê. A diferença é que a internet cresce aceleradamente enquanto a tevê está estagnada". 

O que ele então, numa análise de que  através dos cortes, a organização reajusta seus custos fixos. Uma estratégia, sem dúvida e que se faz necessário, talvez, mas que ainda vão exigir, ao meu ver mais mudanças e ousadia e toda uma dinâmica a ser  (re) construída. "Os elefantes demoram a se adaptar, já as baratas sobrevivem em qualquer ambiente" Peter Drucker de forma incisiva resume tudo: adaptação é o caminho, ninguém quer se transformar num elefante branco a essa altura do campeonato.

Porque, cada vez mais, a Internet vai ficar mais acessível e acredito que lá na frente, (quase) ou tudo feito e visto numa tecnologia só: os Celulares de recursos avançados. Até alguém, novamente surgir com algo mais revolucionário.  Lembro de tempos atrás, de uma conversa informal, com uma produtora, em que eu havia adiantado a ela sobre essa tendência, da qual não fui levada a sério. Quando ela frisou que alguns artistas eram difíceis de ser inseridos em alguns eventos, porque não participavam de programas de TV, eu enfatizei que as redes sociais, eram mais importantes que isso, e ao ver sua relutância, em aceitar meus argumentos, concluí: (— cabe a nós, então,  discorrer e convencer, essas pessoas, que ainda não se atentaram para essa revolucionária inovação e estão equivocadas quanto a pedir, como critério essas aparições em TV. 
Finalizando: A dinâmica de Mercado, pede que ficamos com um olho no presente, e os dois no futuro sempre ou não?... ¯\_(ツ)_/¯