Loira do bem ∞ : 01/02/14

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

UFC X GLADIADORES X TRABALHADORES.

Pitaco sobre UFC X GLADIADORES X TRABALHADORES.
 
Tava aqui pensando eu... Que tudo bem que talvez UFC não seja um esporte, e sim uma luta sangrenta, eu nunca assisti, não tenho uma opinião formada a respeito, é um direito de cada um, repudiar ou simpatizar, até aí, tudo bem, mas, desejar o mal do esportista, fico a pensar quem seria o mais estúpido?..
Nem por brincadeira, eu desejaria algo assim para meu semelhante, porque, eu não sei do meu dia de amanhã.
Refrescando a memória, essas lutas, sempre existiram, desde o tempo da Roma Antiga. Esses de hoje, ainda tem escolhas e ganham salários astronômicos para tal. Os do passado, os gladiadores eram escolhidos entre os prisioneiros de guerra e escravo, obrigados a duelarem entre si, que só terminava quando um deles morria, ficava desarmado ou ferido sem poder combater.
Isso era um estratagema, parte da política do “pão-e-circo” elaborada pelo Império Romano, cujo único objetivo era amenizar a revolta dos romanos com os problemas sociais. E, no entanto, ninguém pensava na época, que era antiético, estúpido ou imbecil, pelo contrário se divertiam a custa do sangue humano.
Acredito que desejar o mal para Anderson Silva, não nos dá o direito de nos acharmos melhores, ao contrário, e sobre ele usar o corpo de forma inadequada para trabalhar... Pois bem...
Milhares de trabalhadores, perdem a vida, em trabalho de situações adversas, espaço confinado (lugares que possuem espaço limitado/restrito ao entrar e sair, deficiência menos ou excesso de Oxigênio), alturas, atividades rurais, trabalho infantil.
Se for para se indignar ou revoltar, que sejam por essas condições sub-humanas, onde milhares de trabalhadores, se arriscam diariamente, por usarem o corpo de forma inadequada. A diferença do lutador para o trabalhador, é que o primeiro tem ainda uma escolha, o segundo, conta com a sorte, e o seu suor, para ganhar o pão miserável de cada dia, e no final, sem nenhum holofote, para exaltar seu ato de bravura, por sair mais um dia ileso.
fotografia: blog google - trabalhador em mina de carvão.