domingo, outubro 20, 2013

O "Politicamente Correto" -Processo Seletivo - empresas e pessoas

Foto: Pitaco I -      —O que eu acho sobre a Centauro e Seleção de pessoas do vídeo circulando!
     —Eu estou pensando, sobre essa padrão "politicamente correto" que estamos adotando, de maneira uniforme, se  é tão correto assim - ou somente gerando equívocos --- 
     —Noto uma crescente disso, que me assusta até, de que tudo agora é proibido, discriminatório,  preconceito,virou escárnio, rechaço - vamos denunciar, processar!
     —Eu não sei vocês, mas eu estou com "reservas" a respeito, com tudo que se torna " Generalizado" - corremos o risco, de aplicar um juízo de valor, que ao invés de conscientizar, torna-se coercitivo e perigoso. 
     —Claro, que acho falta de respeito e empatia, ofender gratuitamente  uma pessoa, que a leva ao rechaço e ofensa moral e psicológica. 
     —Se uma pessoa gosta de ser magra, e tem o corpo bem resolvido, não dá o direito a ela, de rechaçar e tripudiar em cima de quem tem o peso acima do desejado etc e tal..     — mas, isso não deve ser visto como "politicamente incorreto" , se ela defender a causa da magreza, como fez Luciana Gimenez ( Eu amo ser magra) e todos se ofenderam com isso, acho hipocrisia, falta de discernimento, pois  é diferente de dizer "EU SOU FELIZ porque SOU MAGRA" .    —  É uma escolha e direito dela, se expressar, quanto ao que faz bem a ELA.     — E isso, piora, quanto se trata de seleção de empresas, como o vídeo da menina que foi excluída da seleção de vendas, de produtos esportivos - por não se enquadrar no perfil que a empresa estava selecionando...     — continua Pitaco II.
Link do vídeo da polêmica: 
http://noticias.band.uol.com.br/emprego/noticia/100000638819/jovem-e-reprovada-em-selecao-da-centauro-por-estar-acima-do-peso.htmlPitaco I—O que eu acho sobre a Centauro e Seleção de pessoas do vídeo circulando!
—Eu estou pensando, sobre essa padrão "politicamente correto" que estamos adotando, de maneira uniforme, se é tão correto assim - ou somente gerando equívocos ---
—Noto uma crescente disso, que me assusta até, de que tudo agora é proibido, discriminatório, preconceito,virou escárnio, rechaço - vamos denunciar, processar!
—Eu não sei vocês, mas eu estou com "reservas" a respeito, com tudo que se torna " Generalizado" - corremos o risco, de aplicar um juízo de valor, que ao invés de conscientizar, torna-se coercitivo e perigoso.
—Claro, que acho falta de respeito e empatia, ofender gratuitamente uma pessoa, que a leva ao rechaço e ofensa moral e psicológica.
—Se uma pessoa gosta de ser magra, e tem o corpo bem resolvido, não dá o direito a ela, de rechaçar e tripudiar em cima de quem tem o peso acima do desejado etc e tal.. — mas, isso não deve ser visto como "politicamente incorreto" , se ela defender a causa da magreza, como fez Luciana Gimenez ( Eu amo ser magra) e todos se ofenderam com isso, acho hipocrisia, falta de discernimento, pois é diferente de dizer "EU SOU FELIZ porque SOU MAGRA" . — É uma escolha e direito dela, se expressar, quanto ao que faz bem a ELA. — E isso, piora, quanto se trata de seleção de empresas, como o vídeo da menina que foi excluída da seleção de vendas, de produtos esportivos - por não se enquadrar no perfil que a empresa estava selecionando... — continua Pitaco II.
Link do vídeo da polêmica:
http://noticias.band.uol.com.br/emprego/noticia/100000638819/jovem-e-reprovada-em-selecao-da-centauro-por-estar-acima-do-peso.html

 Pitaco II -
 Foto: Pitaco II - continuando Centauro e o vídeo do preconceito( seleção de pessoas). "Os riscos de generalizar" 
 —Se formos achar que uma empresa, por exigir determinado Perfil de Pessoa, se trata de preconceito, então teremos que rever algumas profissões... exemplo..
     —Vou falar do que eu conheço - cinto de segurança para trabalho em alturas: a Norma NR 18 (Segurança do Trabalho na construção civil)- exige para funcionários de até 100 kgs. 
     —Aí trava um eterno "impasse"   — entre os consultores de vendas e "Alguns" Técnicos ou Eng. de Segurança do Trabalho —com pessoas acima desse peso, em seu quadro ( que o cinto seja feito para suportar pesos maiores) e tem fabricantes que o fazem!.
     —Isso não quer dizer que seja proibido, mas não garante a integridade física em caso de queda. Veja bem não é só a queda, imaginem uma pessoa, nessa função - estando a 5, 10, 15 metros de altura, sofrer um desmaio, um mal súbito?      —Como  será resgatado?      —e mais, se ela por ventura, vir a cair, sofrer uma queda, que pode levá-lo ao óbito, ou lesões permanentes? 
     —Quando um corpo cai, segundo a física, ele acelera e ganha energia, no caso do cinto, ele aguenta uma força estática de tantos Kgs, que suporta o impacto, mas o restante será o trabalhador a absorver a energia.      —Ninguém vai se lembrar, de que aquela empresa estava  no "politicamente correto".
Imaginem outra situação - espaço confinado - já estiveram em um, boca de lobo (proteção de bueiros), minas sub terraneas ou fosso? - como um bombeiro, pode salvar a vida de alguém, se ele estiver no politicamente correto? como vai adentrar no local, se não estiver com o peso e estatura para tal? -
 —Certamente, nos tribunais, um advogado perspicaz e inteligente, vai pedir INDENIZAÇÃO, pelos danos sofridos, embasado na NR 18 - e provar por A + B que     — a empresa foi negligente, não deu prioridade a vida e tampouco, zelou pela integridade física, desobedecendo a norma e o colocando em risco,     — dá até para imaginar o discurso: 
     —Vejam vocês, senhores, quanto vale a vida?     —Para esse trabalhador?   —Nada, a ganância, a competitividade e o descaso, estavam acima de qualquer coisa!...
     —Portanto não se trata de discriminação ou preconceito nesse caso, mas o  conscientização e de preservar VIDAS!
     —Ainda acredito que o bom senso, deve ser a  regra de juízo e valor - que deveria Perpetuar.
     —Como posso vender um produto ou algo se sou ao contrário do que é proposto?  — Não entraria no CDC - "propaganda enganosa"? - se torna incoerente!  —a menos que a empresa queira ser irreverente e ousada! e ir na contramão — .Se formos por esse caminho Ótimo!. mas....
     —O que será de profissões que exigem no teste seletivo, força, resistência física e boa forma como Polícia Militar e Agente Federal, ou altura como Concurso de Beleza e Aeromoça? -
     —Prosa Complicada neh?  para quem é da área, não! risos.. —É proibido Equivocar!. —É proibido Generalizar!
"Os riscos de generalizar"
—Se formos achar que uma empresa, por exigir determinado Perfil de Pessoa, se trata de preconceito, então teremos que rever algumas profissões... exemplo..
—Vou falar do que eu conheço - cinto de segurança para trabalho em alturas: a Norma NR 18 (Segurança do Trabalho na construção civil)- exige para funcionários de até 100 kgs.
—Aí trava um eterno "impasse" — entre os consultores de vendas e "Alguns" Técnicos ou Eng. de Segurança do Trabalho —com pessoas acima desse peso, em seu quadro ( que o cinto seja feito para suportar pesos maiores) e tem fabricantes que o fazem!.
—Isso não quer dizer que seja proibido, mas não garante a integridade física em caso de queda. Veja bem não é só a queda, imaginem uma pessoa, nessa função - estando a 5, 10, 15 metros de altura, sofrer um desmaio, um mal súbito? —Como será resgatado? —e mais, se ela por ventura, vir a cair, sofrer uma queda, que pode levá-lo ao óbito, ou lesões permanentes?
—Quando um corpo cai, segundo a física, ele acelera e ganha energia, no caso do cinto, ele aguenta uma força estática de tantos Kgs, que suporta o impacto, mas o restante será o trabalhador a absorver a energia. —Ninguém vai se lembrar, de que aquela empresa estava no "politicamente correto".
Imaginem outra situação - espaço confinado - já estiveram em um, boca de lobo (proteção de bueiros), minas sub terraneas ou fosso? - como um bombeiro, pode salvar a vida de alguém, se ele estiver no politicamente correto? como vai adentrar no local, se não estiver com o peso e estatura para tal? -
—Certamente, nos tribunais, um advogado perspicaz e inteligente, vai pedir INDENIZAÇÃO, pelos danos sofridos, embasado na NR 18 - e provar por A + B que — a empresa foi negligente, não deu prioridade a vida e tampouco, zelou pela integridade física, desobedecendo a norma e o colocando em risco, — dá até para imaginar o discurso:
—Vejam vocês, senhores, quanto vale a vida? —Para esse trabalhador? —Nada, a ganância, a competitividade e o descaso, estavam acima de qualquer coisa!...
—Portanto não se trata de discriminação ou preconceito nesse caso, mas o conscientização e de preservar VIDAS!
—Ainda acredito que o bom senso, deve ser a regra de juízo e valor - que deveria Perpetuar.
—Como posso vender um produto ou algo se sou ao contrário do que é proposto? — Não entraria no CDC - "propaganda enganosa"? - se torna incoerente! —a menos que a empresa queira ser irreverente e ousada! e ir na contramão — .Se formos por esse caminho Ótimo!. mas....
—O que será de profissões que exigem no teste seletivo, força, resistência física e boa forma como Polícia Militar e Agente Federal, ou altura como Concurso de Beleza e Aeromoça? -
—Prosa Complicada neh? para quem é da área, não! risos.. 

—É proibido Equivocar!. —É proibido Generalizar!

Nenhum comentário: