segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Pitaco de Loira "Até quando seguir em frente com uma decisão tomada?-

Os Engenheiros do Hawaí cantam desta forma: “Se fosse fácil achar o caminho das pedras, tantas pedras no caminho não seria ruim”...
Muitas vezes as tomadas de decisões ocorrem de forma bruscas e movidas pela emoção ou impulso e não com a razão e não nos deixam enxergar o óbvio ..dominados por sentimentos de egoísmo,vaidade e orgulho -
– É sempre muito difícil para nós assumirmos que a decisão que tomamos e que estamos seguindo esta na hora de parar e repensar na mesma.Não é desonra voltar atrás em uma decisão, desonra é não saber dominar o sentimento de soberba, que nos faz crer que fatos, coisas ou pessoas são de propriedade exclusiva e que quando não atendem as nossas expectativas ou nos frustram, devem ser relegadas ou excluídas.
A hora certa de pararmos e revermos o que está acontecendo a nossa volta são quando paramos e vemos que toda a decisão tomada está ficando sem fundamento nenhum e que mais na frente à mesma não fará sentido algum se vir a dar errada.
A maior virtude do ser humano é reconhecer o seu erro e conseguir voltar atrás com dignidade e sabedoria.
Tão importante quanto tomar a decisão certa é saber voltar atrás quando fez a escolha errada. Reconhecer os erros é tão importante para construir a sua credibilidade quanto tomar a decisão certa.
Importe-se com os fatos e não com as pessoas. Quando estamos indecisos costumamos nos consultar com diversas pessoas que podem nos influenciar ou levamos em conta algumas fofocas que confundem os fatos. Portanto, separe bem o joio do trigo!
Permita-se voltar atrás. Algumas decisões podem ser revertidas, ou seja, ao descobrirmos que estamos errados, podemos voltar ao ponto de partida e fazer tudo diferente. O orgulho deve ser deixado de lado!
Errar é normal e benéfico, aprendemos e evoluímos com os nossos erros. O problema não é errar, o problema é não ter coragem para assumir os próprios erros e voltar atrás para corrigi-los.
Adaptado By Jorge -