sábado, novembro 24, 2012

Pitaco by Loira do bem.. "Qual é o Valor do Conhecimento"?

 - Informação está em Todo Lugar. Se Hoje em Dia a informação é de Graça. "Qual é o Valor do Conhecimento"? foi assim que em 2009, o Estadão nos convidou a refletir sobre. sem dúvida um paradoxo.
De fato, a informação está em todo lugar, na Internet, no google, nos blogs, enfim. A saída, como insinua o Estadão, é você pagar pelo conhecimento.
"Se o conhecimento traz problemas, não é a ignorância que os resolve."  assim definiu Isaac Asimov). Lembrando que a ignorância significa não saber de alguma coisa, determinado assunto, mas, que certa forma, ambos correm paralelos, "quando mais penso que eu sei, menos eu sei, só sei que nada sei, diria o filósofo Sócrates.  Ao meu ver, o segredo é ir em busca do saber e aprender, instigar, questionar e rever valores e conceitos, se reinventar, para driblar a situação. Não só pagar pelo conhecimento, como propôe o Jornal, mas através de "insigths" e saídas alternativas, mas elementos como criatividade, flexibilidade e dinâmica.
Acredito que seja na busca dos diferenciais, agregando valores e serviços, criar mecanismos e nucleos de pesquisa. Também ir atrás de conteudo, que se tornem relevantes, voltados  em sociologia, administração, filosofia e comunicação sobre  um olhar mais arrojado, o de empreendedor.

Muitas pessoas, ao estar de posse do conhecimento, acham que não necessitam mais dele, para dar continuidade aos seus processos e evolução mercadológica. Com uma visão míope, acham que se apoderar, das ideias e soluções alheias, desmerecendo o criador e o reduzindo a mero coadjuvante, o fará grande sábio, rumo ao sucesso.

Porém, o que faz determinada ideia alcançar o objetivo final  e sua eficácia, não é só o conhecimento, é o que está intrinsecamente ligada a ela, a personalidade do criador e não da criatura, eu acredito, que com o passar do tempo,  as coisas que perduram, são as feitas com alma, coração, atitude e autenticidade. E, isso, meus caros, não há como copiar, clonar. Ao escrevermos um texto, uma crônica, um livro, uma ideia, é a essência da alma do criador que está contida nela.  Mesmo o conhecimento que nos chega e de graça, deveria ter o maior valor e respeito.

Alguém em algum dado momento, doou do seu tempo, criatividade, conhecimento e vivencia interior para o fazê-lo. Pobreza e lamentável,  é subestimar as pessoas, e relegar seu conhecimento a nada, usufruir das ideias, sem atribuir méritos.

Na verdade, maior elogio que uma inovação pode receber é haver quem diga: isto é óbvio. Por que não pensei nisso antes?" (by Peter Drucker).

Nenhum comentário: