sábado, outubro 06, 2012

Pitaco By Loira do Bem Olhos vão se abrir pra tanta cor...

Faça me um favor é Mês de Maio... é tempo de ser sonhador.. já dizia um poeta por aí quem mesmo? ...

E Hoje é sábado, e já estamos em Outubro que demora pra chegar no meio sô, risos, quando a gente quer que ele passe depressa, parece que as horas andam para trás...
E incrível, que eu sempre estou navegando pelo meu blog, redes sociais, e o carinho das pessoas é tanto, que se ficar 12 horas ausente, ou não aparecer uma noite ou duas, já recebo mensagens in box, dizendo que estou sumida..
De duas, uma, ou sentem mesmo falta dos meus pitacos, ou querem saber sobre a agenda de Almir Sater, mas esta eu já postei na íntegra a respeito e logo após o feriado, Almir retorna com sua agenda, e toda a força, no sudeste, Espírito Santo, na festa da Polenta, deve ser tudo de bom, esse evento... até o Padre João Luiz, que é fã do artista, já me escreveu meses antecipados, que estaria neste show. maravilha. deve ser emocionante.

Mas, eu tava aqui pensando eu com a  minha meninice, e da felicidade que eu senti, ao acordar hoje, e ver o  botão do meu vaso de orquídea,  se abrir desta forma.
Confesso, que nunca havia ganho, um vaso de orquídea assim, esse para  mim, tem um significado especial, porque, me foi dado em reconhecimento, ao belo trabalho que fiz de divulgação ano passado, de alguns shows.

E, quando me falaram que, quando morresse, iria germinar novamente, confesso que não dei crédito, mas guardei e cuidei dela ao longo deste ano, já que eu tinha um vaso lindo de manjericão, que veio a morrer, da qual me senti muito triste depois..

Eu notei que as folhas da Orquídea cada vez mais ficavam verdes, elas eram 3 e agora são 4 folhas, ops, já está surgindo a 5 folha, bem pequena, mas crescendo e vigorosa também...

Um dia, ano passado, eu notei um dos galhos dela, haviam 7 botões,  desabrochando devagarinho, mas, infelizmente, quando com meu jeito desajeitado e apressado de ser, não reparei que havia pêgo nele e eu sem querer quebrei o tronco, pensando se tratar da armação verde, que serve de suporte  para se manter em pé a orquídea.

Na época, fiquei desapontada comigo, mas não deixei de acreditar que assim como ela deu vida aquele galho, nasceria outro. dito e feito, após um ano e 5 meses, eis que isso aconteceu...
eu a deixo na minha janela, afinal a tarde está tão bela, como ela;

 E, eu de verdade, não acreditava não, que a orquídea  iria de novo germinar, e aflorar desta forma assim, linda, e, adoro a cor violeta, e justo, hoje, no sábado, que é a cor da transmutação, da transformação, e principalmente do perdão.Me encheu os olhos de alegria por vê-la assim, ontem mesmo quando eu fui dormir, os botões estavam fechados, como se pode notar são dois...

E, vou ficando por aqui, deixando bons fluídos, que aqueles que me deram a orquídea, sejam abençoados por 3 vezes mais, junto dos seus, e que assim como a flor que tenhamos a capacidade da regeneração, do recompor e do ser refeito outra vez, sempre.

Como diria Cecília Meireles "Aprendi com a Primavera. .. a me deixar cortar e retornar inteira."
Blessed Be !!! ( Abençoado seja)....