segunda-feira, 23 de abril de 2012

23 de Abril - HOJE É DIA MUNDIAL DO LIVRO E DO DIREITO DE AUTOR

Boa Tarde queridos e queridas, começo o dia no Blog, parafraseando Fernando Pessoa "Ler é Preciso".Hoje, 23 de Abril, é o dia Mundial do Livro e direito do autor".
Eu,claro, vou levantar a bandeira da "leitura", tudo na vida pode nos ser "roubado", menos o conhecimento. O Papa João Paulo II, foi muito feliz, quando ele declarou, que, se antes o Capital era considerado máquinas, terras e propriedades, hoje, não mais, o capital de maior valia, é o humano, que envolve conhecimento e conhecimento contínuo, segundo fontes e estatísticas, ele é tão veloz que muda de 8 em oito meses.
E eu sempre digo que... cultura, conhecimento e inteligencia são coisas distintas, e como diz Mário Vargas Llosa, abaixo, sobre o que a leitura nos traz quando estamos comprometidos com ela, eu acredito, piamente, que, só através do conhecimento, da busca pelo saber, é que temos condições, de saber que caminho devemos trilhar."Um público comprometido com a leitura é crítico rebelde, inquieto, pouco manipulável e não crê em lemas que alguns fazem passar por idéias."

O livro nos faz viajar o mundo inteiro, sem sair do lugar, nos faz mais donos das situações e formadores de opinião, sem ser manipulado por qualquer conversa, que o sistema e o marketing propriamente dito, voltado para o capitalismo selvagem, por exemplo, com suas mensagens subjetivas ou sublinhadas, estão ao todo o momento, nos bombardeando, impondo regras, modismo, situações e opções, que não faz parte do nossa vida, costumes ou coisas que vivenciamos no cotidiano.

"Uma mente que se abre para uma nova ideia jamais será a mesma".Eistein profetizou.

Nem todos tem o hábito da leitura ou de buscar informações, e o que acontece? nos tornamos escravos do sistema, de pessoas manipuladoras, de idéias e objetivos, que nos passarão como mentiras o que são verdades e as verdades como mentiras. Quanto mais apedeutas somos, mais, controlados seremos. Paulo Francis também nos lembrou:" Quem não lê não pensa, e quem não pensa será para sempre um servo.”

Por que gosto da imagem mercadológica de Almir Sater? - porque, em tudo quanto é segmento de mercado e digno, esse artista se enquadra. Seja, na música feita com arte, no meio ambiente, na cultura, num âmbito geral. E eu acredito, que o papel de toda pessoa pública, deveria ser este, o de influenciar pessoas, serem instigadas, adotando posturas, que nos fazem reavaliar a maneira de pensar, refletir e diante desta sociedade consumista, calculista e fria, no tangente, aos problemas sociais, ambientais e culturais que nos envolvem.

Não é preciso armas, guerras, basta pensar!!! se todos nós, antes de aceitar ou ser influenciados, adquirirmos o hábito de pesquisar, ler, informar e só a partir daí, tirar nossas próprias conclusões, não haveria tanta direitos civis sendo usurpados, nem haveria tanto senhores bufões no poder.

Buda, sinalizou isso, há milhares de anos "Não acredite em tudo que vê, em tudo que ouve, nem que um mestre vos diga, mas, depois de ouvir, ver, analisar, conclua a sua própria verdade".

Brechet foi mais enfático ainda: Acredite apenas no que seus olhos vêem e seus ouvidos Ouvem!Também não acredite no que seus olhos vêem e seus Ouvidos ouvem! Saiba também que não crer algo significa algo crer! , sim, porque nem tudo que vemos é o que é.

"Um publico que vem a uma Feira de Livros é um público especial.Uma CIDADE que prestigia o Livro é uma cidade especial, Almir Sater enfatizou durante sua entrevista, no show 6.ª Feira do Livro em São Joaquim da Barra 21/08/2011.

.- Como disse Ariano Suassuna "Nunca vi um gênio com gosto médio"- (nem eu) SIC.

Na foto, Almir Sater recebendo o Livro "A Alma do Campo" do fotógrafo Cesar Machado do Agrostock , durante sua visita a Feicorte em SP.


Ao invés de brinquedos, roupas de marcas, aparatos tecnológicos, que tal, começarmos, a incluir livros? no calendário de presentes, nas datas comemorativas e ocasiões especiais, mudando o padrão de comportamento, quem sabe assim, podemos mudar a consciência planetária, e os que farão parte do novo futuro, fincarão raiz de atitudes que envolvem mais o humanismo. Pessoas desenvolvendo sentimentos de empatia, solidariedade, formadoras de opinião e com equidade.
"Eu não posso ensinar nada a ninguém, eu só posso fazê-lo pensar. by Sócrates.
Pensem nisto então!!!.Se queremos uma geração do futuro, como servos, rotulados, manipulados, e seguir se achando feliz, indo para o abatedouro? - vida de gado nem pensar ou mentes brilhantes ???. Paz e Bem !!!