quarta-feira, 14 de março de 2012

Por falta de pagamento, Almir Sater cancela show em Campo Grande


Ângela Kempfer
Depois de muito cobrar os organizadores, a produção do cantor Almir Sater decidiu cancelar o show que o músico faria dia 16 de março no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo. O cachê não foi pago, as passagens aéreas não chegaram, o que na avaliação da empresária Claudete Faria inviabilizou a apresentação.
Por telefone, de São Paulo, ela conta que no dia 6 de março já havia comunicado a empresa Village Tur, que promove o show, sobre o cancelamento por desrespeito ao contrato. “Também ficamos sabendo por músicos de Campo Grande que não tinha divulgação suficiente”, diz Claudete.
Mesmo assim, os convites continuaram a ser vendidos e a empresária teve de novamente entrar em contato com os organizadores. “Mandei mais um e-mail pedindo para ele comunicar o cancelamento ao público, parar de fazer a divulgação e devolver o dinheiro aos que já haviam comprado”, informa.
Até a Polícia foi acionada para evitar danos aos fãs, diz Claudete. “Mas a lei define que só pode ser feito algo se algum consumidor se sentir lesado e denunciar”.
O primeiro depósito do cachê deveria ter ocorrido em 17 de fevereiro, o segundo no dia 29 de fevereiro, o terceiro em 9 de março e o último estava previsto para amanhã. O prazo chegou a ser prorrogado, sem efeito. “Nada foi pago. Eles depositaram só um cheque sem fundos, que voltou”, lembra a empresária.
O fato é “lamentável”, reclama Claudete, principalmente por se tratar de um show em Campo Grande. “Uma pessoa tem de ser muita cara de pau para fazer uma coisa dessas justamente na cidade do artista. O Almir está muito chateado”. A empresária garante que só quer o anúncio oficial do cancelamento, para não prejudicar os fãs. “Nem a multa contratual pela desistência nós vamos cobrar, apesar do prejuízo porque deixamos de vender um show na mesma data para o Paraná”.
Apesar da frustração, Almir Sater deve voltar em breve a Campo Grande para um show gratuito, em abril ou maio. “Ele faria dia 29 de fevereiro, mas teve de desmarcar para não comprometer o show do dia 16. Ficou muito bravo por não ter feito aquela apresentação e agora acontecer tudo isso”, reclama Claudete.
Marcelo Fantim, dono da Village Tur, diz que ficou surpreso ao saber do cancelamento. Ao ser comunicado pelo Lado B, ele garantiu que a apresentação está em pé e que havia feito o depósito do cachê, mas que entraria em contato com a produção de Almir para entender o que estava ocorrendo. “Houve um problema, mas já resolvemos”, afirmou.
Hoje, a empresa de Almir enviou uma nota à imprensa comunicando o cancelamento e a empresária é enfática. “Nem por milagre esse show acontece. Temos uma equipe de 14 pessoas e nem hotel eles arrumaram. Há 20 anos produzimos shows, sabemos que não é fácil, mas ele não pagou. O show está cancelado mesmo”, justifica.
Veja a integra da nota enviada pela empresa de Almir Sater:
"O escritório de agenciamento de shows do cantor e compositor Almir Sater, vem através desta informar que o show agendado para o dia 16 de março de 2012, às 21 horas, no centro de convenções Rubens Gil de Camilo, nesta capital, foi cancelado no dia 07 de março de 2012 pelo não cumprimento de exigências previamente acordadas com o produtor local a empresa “Village Tour Turismo LTDA.”, ocorrendo à quebra de contrato. Solicitamos que as pessoas que compraram ingressos procurem imediatamente os pontos de venda, ou telefone de contato informado pela produção local, para informações sobre o reembolso dos ingressos."