terça-feira, 5 de outubro de 2010

Pitaco de Loira: Kikiô preciosidade de Geraldo Espíndola.

Aíiii que delícia, a Dalila,esposa do Geraldo Espíndola,me disse hoje,como o autor fez a letra da música que me fez descobrir o som de Almir Sater em 2003 -

Nunca fiz segredo nenhum que foi a partir desta música que o artista cantou no show assim como Terra dos Sonhos, que me despertou para conhecer sua discografia - incrível cai de paraquedas no show, aleatoriamente- porque ouvia dizer que dos que faziam música"caipira", este era sem dúvida o melhor e debulhava os instrumentos tanto a viola de 10 cordas quanto o o violão folk de 12.

E,quando eu ouvi, essa música, na época, Almir Sater cantava em pé , foi inebriante o ressoar destas canções no recinto do teatro - e como sou simpatizante da cultura indígena e do xamanismo -sempre achei que o que os livros de história, pregavam sobre os índios e os padres jesuítas estavam muito aquém da realidade e dos direitos deles de serem respeitados..

É isso mesmo, uma branca de alma indígena sim senhor - e com muito respeito por essa cultura milenar,e que muito nos ensinou sobre ,seja a natureza,o meioambiente  e até mesmo como reverenciar a mãe terrenal e seus elementais..

Da cunhã é que nos veio o melhor da cultura indígena. O asseio pessoal. A higiene do corpo. O milho. O caju. O mingau. O brasileiro de hoje, amante do banho e sempre de pente no bolso, o cabelo brilhante de loção ou de óleo de coco, reflete a influência de tão remotas avós. Ela nos deu, ainda, a rede em que se embalaria o sono ou a volúpia do brasileiro."
Trecho de Casa-Grande & Senzala.  - Gilberto Freyre


Salve Xamã ...Salve Tupã...Salve a cultura e a nação Indígena e Salve Geraldo Espíndola !!! afinal, Almir Sater ganhou uma divulgadora de peso ,dedicada e constante quando ouviu essa música e por isto É necessário dar continuidade e reverenciar !
Quyquyô na lua cheia. Quer Tupi, quer Guarani Quyquyô na lua cheia. Quer Tupi, quer Guarani --
Arriverdecci,