Loira do bem ∞ : 04/06/09

segunda-feira, abril 06, 2009

Reflexão: Desconserto que conserta

 Por Pe Fábio de Melo.
Odiar é também uma forma de amar. Diferente, mas é. É que o coração humano nem sempre consegue identificar o sentimento que o move. É claro que existem situações em que o ódio é ódio mesmo, mas, em outras não.
                                                  Imagem: Pinterest

Você já deve ter experimentado isso que estou dizendo.Quando temos o nosso amor traído, ameaçado pelo descaso do outro, nós nos revestimos de ódio e ressentimentos.

Mas a fonte é sempre o amor. Ele é o referencial de onde parte a nossa reação. Nem sempre temos coragem de assumir isso. A traição nos trava para a misericórdia. E, então sentimos necessidade de devolver a ofensa com a mesma moeda. Por isso, dizemos que odiamos. Mas só o dizemos, porque o que nos falta é coragem para dizer que amamos.

Camuflados e infelizes

Camuflar é o recurso que usamos com o objetivo de nos justificarmos diante dos outros. É uma forma que temos de nos sentir menos humilhados. Não raras vezes, dizer que temos ódio é uma maneira de tentar dar a volta por cima. Estranho isso, mas acontece.

Talvez seja por isso que as pessoas andam tão distantes dos seus verdadeiros sentimentos.Tememos a fraqueza.Tememos que o outro nos flagre no sofrimento que a gratuidade do amor nos trouxe. Preferimos assumir uma postura marcada pela agressividade a outra que nos mostrasse em nossa fragilidade.

Nos dias de hoje, cada vez mais,acentua-se a necessidade de ser forte. Mas não há uma fórmula mágica que nos faça chegar à força sem que antes tenhamos provado a fraqueza. E amar é experimentar a fraqueza. É provar o doloroso campo da necessidade, da carência e da fragilidade.

Amar é uma forma de depender, de carecer e de implorar. É uma forma de preenchimento de lacunas, visto que o amor é a melhor forma de complementar os espaços.

Admirável desconcerto

Quem ama sabe disso.Quem é amado também. A gratuidade do amor consiste nisso. Amar quando o outro não merece ser amado. Surpresa maior não há. Ser abraçado no momento em que sabemos não merecer ser perdoados.O amor verdadeiro desconcerta.


O perdão e a reconciliação são a prova disso. Somente depois de dizermos infinitas vezes “Eu te perdoo” é que temos o direito de dizer “ Eu te amo”. Porque antes do perdão, o que existe é admiração. Esse último sentimento não é o mesmo que amar.

Só amamos aqueles a quem perdoamos. E, geralmente, só odiamos aos que amamos, caso contrário seríamos indiferentes.

Pena que tem sido cada vez mais difícil declarar amor no momento em que o outro não merece. Não temos coragem de tomar essa atitude, porque ela é chamada de fraqueza, coração mole. E, por medo de sermos vistos assim, camuflamos o amor com as roupas do ódio.

Perdemos a oportunidade de atualizar a gratuidade do amor de Deus na precariedade do amor humano e de surpreender o outro com nosso gesto já transformado pela graça divina.

Na sua vida, não tenha medo de ser fraco, já que a fraqueza representa capacidade de amar. Quando o outro, pelas mais diversas razões esperar pelo seu ódio, surpreenda-o com o seu amor.
Desconcerte-o e, assim, você ajudará a consertar o mundo.

SBT ESTREIA REPRISE HJ 06/04 SERÁ ANA RAIO E ZÉ TROVÃO ?



Hoje,segunda-feira,dia 06/04, o SBT vai colocar no ar a "nova arma secreta", na grade de novelas.

Será 'ANA RAIO E ZÉ TROVÃO"? -

fiquem ligados, logo após a novela Revelação,que começa às 21:45 minutos, voce saberá se Ana Raio e Zé Trovão é o novo sucesso na tela da TV, e rever o Almir Sater, no papel principal

Não percam...e abram as porteiras para a caravana de Zé Trovão entrar ..
diariamente na sua casa, voce vai adorar essa aventura !!!

SÓ DE OUVIDOS A QUEM TE AMA...


Só dê ouvidos a quem te ama.Outras opiniões,se não fundamentadas no amor,podem representar perigo.Tem gente que vive dando palpite na vida dos outros.O faz porque não é capaz de viver bem a sua própria vida.

É especialista em receitas mágicas de felicidade,de realização, mas quando precisa fazer a receita dar certo na sua própria história, fracassa.

Tem gente que gosta de fazer a vida alheia a pauta principal de seus assuntos.Tem solução para todos os problemas da humanidade, menos para os seus.Dá conselhos, propõe soluções,articula,multiplica,subtrai,faz de tudo para que o outro faça o que ele quer.

Só dê ouvidos a quem te ama,repito.Cuidado com as acusações de quem não te conhece. Não coloque sua atenção em frases que te acusam injustamente.Há muitos que vão feridos pela vida porque não souberam esquecer os insultos maldosos.

Prenderam a atenção nas palavras agressivas e acreditaram no conteúdo mentiroso delas.

Há muitos que carregam o fardo permanente da irrealização porque não se tornaram capazes de esquecer a palavra maldita, o insulto agressor.Por isso repito:só dê ouvidos a quem te ama.Não se ocupe demais com as opiniões de pessoas estranhas.

Só a cumplicidade e conhecimento mútuo pode autorizar alguém a dizer alguma coisa a respeito do outro.

Ando pensando no poder das palavras.Há palavras que bendizem,outras que maldizem. Descubro cada vez mais que Jesus era especialista em palavras benditas.Quero ser também. Além de bendizer com a palavra,Ele também era capaz de fazer esquecer a palavra que amaldiçoou.Evangelizar consiste em fazer o outro esquecer o que nele não presta,e que a palavra maldita insiste em lembrar.

Quero viver para fazer esquecer... Queira também.Nem sempre eu consigo, mas eu não desisto.Não desista também.Há mais beleza em construir que destruir.

Repito:só dê ouvidos a quem te ama.Tudo mais é palavra perdida,sem alvo e sem motivo santo.

Só mais uma coisa.Não te preocupes tanto com o que acham de ti.Quem geralmente acha não achou nem sabe ver a beleza dos avessos que nem sempre tu revelas.

O que te salva não é o que os outros andam achando,mas é o que Deus sabe a teu respeito.

Padre Fábio de Melo

Almir Sater faz show no Memorial 07/04 Lançamento do Festival América do Sul de Corumbá



Lançamento do Festival América do Sul de Corumbá - Governo do Mato Grosso do Sul

Show do cantor pantaneiro Almir Sater marca o lançamento do Festival América do Sul, Trem do Pantanal, e do Festival de Inverno e do Aeroporto Internacional de Bonito.

Serviço:
7 de abril, terça-feira, 19h30

Entrada franca.

Local: Auditório Simón Bolívar - Memorial América Latina -
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda (ao lado do metrô) Portões 12 a 15

Convites limitados. Retirá-los no dia 7, das 14 - 18h.

Importante:a entrega dos ingressos será na bilheteria do auditório e SOMENTE 2 por pessoa!

Informações:Memorial America Latina - (11) 3823-4620 - Vanessa.

Pior é a "crise" da alma


Crise é a palavra do momento,no mercado mundial.

Na verdade,nem a palavra,nem a situação são novas.Todas as células sociais já viveram fases de crise,em épocas diferentes e devido às mais variadas causas.

E,como tudo na vida,todas elas passaram,como essa também haverá de passar.Há muitos interesses e riscos em jogo e há muita gente empenhada em não sair perdendo.

Essa introdução serve apenas para tocar no ponto principal deste artigo,que não é sobre crise,mas sobre Felicidade.

O tamanho de qualquer crise é decisivamente influenciado pelas forças ou fraquezas interiores de cada pessoa.Ou seja:não é a ausência de crise que garante a felicidade de alguém.

Se assim o fosse,pessoas ricas,famosas e poderosas -portanto,potencialmente imunes às crises - não seriam tão infelizes quanto se tem conhecimento através da mídia.

Certamente na maioria dessas pessoas,a crise é da alma e não da conta bancária.Você trocaria sua felicidade pelo primeiro prêmio da Mega Sena?Pronto,então você me entendeu.

É preciso que a alma esteja em paz para que a pessoa possa vencer ou administrar uma crise,seja ela de que natureza for.Isso significa uma alma sem culpas,sem medos e sem rancores - e,ao mesmo tempo,com paciência,serenidade,compreensão e fé.

Só assim a pessoa conseguirá produzir a energia de que necessita para encontrar saídas e soluções - e ser feliz.Almas perturbadas não são boas inspiradoras,muito menos boas conselheiras.

A crise que assola o mundo é séria e preocupante,principalmente porque muitos empregos estão em jogo.Por isso mesmo,merece uma postura serena,comedida,dos gestores e governante.São nestes momentos difíceis que a verdadeira liderança é posta à prova.

Navegar em águas tranqüilas,qualquer marinheiro principiante tira de letra.A competência do marujo se percebe mesmo é nas grandes tempestades.

A crise da alma,quando não cria,ela própria,outra crise,impede a pessoa de gerar alternativas generosas para si e para os outros,impedindo-a,assim,de reencontrar o equilíbrio,o potencial criativo e o caminho do crescimento,

Ou seja:o princípio ativo do antídoto que minimiza ou soluciona a maioria das crises e nos aproxima da Felicidade,está mais ao alcance das pessoas do que elas mesmas podem imaginar.


* Floriano Serra é psicólogo,consultor e palestrante,presidente da SOMMA4 Consultoria em Projetos de Recursos Humanos e do IPAT - Instituto Paulista de Análise Transacional. É autor de vários livros e inúmeros artigos sobre comportamento pessoal e profissional.


*Paz e Bem a Todos !!!!
"Sem crise não há desafios, sem desafios,sem crise não há mérito.É na crise que se aflora o melhor de cada um"(Einstein).