quinta-feira, 31 de julho de 2008

O direito de livre escolha das comunidades no orkut.


Todos tem notado que no orkut estamos sendo adicionados por livre e espontânea "pressão" a comunidades das quais não escolhemos.

Um destes motivos é que cria-se comunidade com determinado foco ou segmento e depois alteram sem comunicar ou justificar-se,e assim ficamos "atrelados"sem direito de escolhas ou de se excluir das mesmas,pois há o impedimento da exclusão.

Gostaria que as pessoas que assim o fazem,por favor, refletissem sobre,pois devemos respeitar os nossos semelhantes,se colocar no lugar deles,

Ao agirmos assim estamos ferindo o direito de livre escolha e não é desta forma que vamos conseguir mobilizar pessoas para ser compatíveis com nossos ideais ou ser adeptos disto ou daquilo,

mas com diplomacia,argumentos convincentes e exaltando as características disto ou daquele determinado assunto, é que vamos,aos poucos,interagindo com as demais pessoas, para que elas por si só descubram da qual "tribo" devem pertencer..

Conto com voces,todos,para que ao mudar o nome da comunidade,por favor,comuniquem ou não deixam as pessoas atreladas as coisas das quais não se identificam,não compactuam.


Liberdade é essencialmente capacidade de escolha.Onde não existe escolha,não existe liberdade!Respeitar os outros é respeitar a si mesmo!!


E todos,nós merecemos respeito e o direito de escolha!

Reflexão:

A pessoa chega a novas idéias com as transformações concretas da sua vida e não em função de pregações. Por isso, nossa luta deve ser a de envolver as pessoas nas transformações e não exigir que elas aceitem,previamente,as idéias que julgamos mais acertadas para caminharem ao nosso lado.

Che Guevara disse "não há caminhos.Se faz caminho ao caminhar".

Guimarães Rosa também disse algo parecido:
"a verdade não está nem no princípio,nem
no fim. Ela se põe para a gente é no meio da travessia".
Prof. MaurilioNogueira da Silva

Em Tempo:

Quando uma ou outra pessoa,me questiona o por que levantar tanto a bandeira dos músicos Almir ou Gabriel Sater,por exemplo,eu sempre viso exaltar as características que fazem destes artistas,serem dignos da minha admiração como fã que sou e fica a critério das mesmas,compactuar do mesmo tipo de sentimento,mas jamais "impor"o mesmo grau de comprometimento ou de admiração pelos mesmos.

Lógico que como anseio por música de qualidade,de pessoas com comprometimento cultural,social,ou bons propósitos neste País,uso de argumentos para tal,enfatizando as qualidades peculiares dos mesmos,mas sempre no sentido semear,e se claro gerar frutos e mais pessoas compactuarem destes ideais,e se tornarem fãs destes artistas,estarei satisfeita,mas,nem por isso,obrigo as pessoas a compactuarem com isto.

Paz e Bem !!