Loira do bem ∞ : 09/01/07

sábado, setembro 01, 2007

MÚLTIPLAS FACES




São tantas as pessoas
Que habitam dentro de mim;

Que quem olha, mas não me vê
Não tem ideia do que guardo aqui.

Tem uma que é filha, mulher, amante,
Meio insegura, meio estabanada,
Que não sabe demonstrar todo o carinho
E a maior parte acaba ficando guardada.

Tem a mãe que é irmã
Que se confunde com a esposa,
Que nunca sabe onde se colocar
Se ao lado, se dentro, se atrás,
Mas que no fundo, só sabe amar.

Tem a amiga, a companheira sincera,
Aquela com quem se pode contar,
Que leva consigo um pouco do anjo
Que dentro de mim cismou morar.

Tem a fada, a bruxa, o gnomo,
O duende brincalhão
Que volta e meia me mete em apuros
Escondendo alguma recordação.

Tem a criança marota
Que gargalha na hora errada
Mas que é a mais querida,
De todas,a mais amada.

Através dela posso fazer
As coisas que normalmente
As pessoas grandes não fariam:
Brincar, construir castelos de areia,
Andar descalça, os pés tocando o chão,
Fingir que não entendeu alguma coisa,
Voar,sonhar,soltar as rédeas da imaginação.

São tantas as nuanças
Daquelas que em mim resolveram habitar
Que de vez em quando não sei
Qual delas está por mim a falar.

Talvez todas ao mesmo tempo,
Pois sou meio mulher, meio bicho,
Meio coisa do outro mundo.

Guardo em mim todas as pessoas
Que não tiveram lugar
Nas almas dos que cresceram

E que pena! Só passaram pela vida,
Não viveram.

Postado por (KÁTIA CORRÊA DE CARLI)
Extraído do Blog:katiamultiplasfaces.blogspot.com